Olhar Direto

Domingo, 18 de novembro de 2018

Opinião

Reconstrução do Mamilo e da Aréola, após mastectomia

Autor: Benedito Figueiredo Junior

30 Out 2018 - 08:00

Após a reconstrução da mama, a paciente terá que esperar de 2 a 3 meses para fazer a cirurgia de simetria, ou seja, de reconstruir o mamilo e a aréola dos seios.

Esse tempo é necessário para que as mamas adquiram a posição e o formato definitivo da mama. Então será possível passar a etapa de reposicionamento do mamilo.

É normalmente deixado maior que o da outra, uma vez que tem tendência a diminuir de tamanho nos primeiros meses.

Nessa cirurgia, pode ser usado o retalho local com ou sem de enxerto de fragmento de cartilagem para manter sua projeção,  enxerto de parte do mamilo contralateral, quando o mesmo é hipertrofiado ou enxerto de lóbulo de orelha.

O mamilo reconstruído não tem sensibilidade nem apresenta capacidade de variar a sua projecção quando estimulado.

Nas primeiras semanas que sucedem a sua reconstrução não deve ser usado sutiã, nem roupa apertada que o comprima, uma vez que isso pode comprometer a sua viabilidade circulatória.

Após a reconstrução do mamilo, um mês ou 2 depois  reconstrói-se a aréola que pode ser usado enxerto de pele da aréola contralateral, quando a mesma é hipertrofiada, enxerto de pele da raiz da coxa, enxerto de pele da axila, enxerto de mucosa dos pequenos lábios vaginais ou ainda micropigmentação, ou seja, uma tatuagem da aréola. É também um procedimento realizado em ambulatório, sob anestesia local ou sem anestesia em casos de ausência de sensibilidade da mama.

Com o tempo a cor pode-se desbotar podendo ser necessário retocar a tatuagem.

Lembre-se que é apenas um efeito estético, as funções da não serão recuperadas.


Benedito Figueiredo Junior é cirurgião plástico na Angiodermoplastic. CRM 4385 e RQE 1266. Email:drbeneplastica@gmail.com