Olhar Direto

Domingo, 18 de novembro de 2018

Opinião

Novos rumos novos tempos

Autor: Max Campos

02 Nov 2018 - 08:00

A população depositou nas urnas um sinal aos políticos, aliás fortes sinais._ Criaram novos e sepultaram velhos nomes no cenário político. 

Todos acompanhamos as eleições 2018 e suas nuances únicas... Foi uma verdadeira "GUERRA" com inclusive um ato terrorista da tentativa de homicídio a um candidato à presidência da república que hoje está eleito presidente de nosso País. 

Entre mortos e feridos a população brasileira de modo geral e em especial a mato-grossense surpreendeu com uma renovação jamais vista no congresso e no parlamento Estadual bem como a quebra do paradigma de um governador não conseguir se reeleger em nosso Estado. 

Nesse ano vindouro estão as esperanças de novos tempos para os três milhões de cidadãos e cidadãs mato-grossenses, foram mais que votos foram desejos de dias melhores depositados nas urnas. 

Mauro Mendes teve um ótimo conceito após deixar a prefeitura da capital pelo povo e isso trouxe pontos que se refletiram nas urnas mas um detalhe chamou a atenção, o seu vice Otaviano Olavo Pivetta. 

Mais conhecido como Pivetta, empresário, agropecuarista e político onde já ocupou as cadeiras de deputado Estadual e como prefeito do município de Lucas do Rio Verde município este nacionalmente conhecido pelo seu IDH e renda percapita elevado. 

Otaviano num passado recente esteve como coordenador da campanha exitosa de Pedro Taques e por causas do destino hoje está somando na transição do governo Mauro Mendes. Traz uma grande experiência de bagagem onde no ano de 1982 migrou do Sul para MT e dedicou-se à agricultura com propriedade dedicada ao plantio de arroz,soja,algodão,milho da criação de suínos e bovinos nascendo daí o grupo Vanguarda Agro S.A posteriormente. 

Quando assumiu a prefeitura do Município de Lucas implantou o sistema de resultados, com visão empresarial e tornou a cidade uma das melhores do Brasil em qualidade de vida sendo notícia em nível nacional com destaque para o desenvolvimento econômico, educação, Saúde habitação dentre outros. 

Mato Grosso respira o Agro onde este setor representa 52% do nosso PIB atrelado até o Tutano economicamente. Mas essa visão empresarial deve ser aproveitado pra atrair sim grandes indústrias, verticalizar e agregar valor às nossas produções de matérias primas, investir em novos modais de transporte principalmente pra diminuir os elevados custos de escoamento de nossas gigantescas safras e sem esquecer de olhar para as mais de cem mil famílias que vivem e nos alimentam através da Agricultura Familiar. 

Fomentar o empreendedorismo sem penalizar com tantos tributos, hoje se diz muito taxar o AGRO e essa discussão precisa ser melhor esmiuçada, as universidades ano a ano coloca centenas de profissionais no mercado e com atração de indústrias é possível perfeitamente interiorizar e fortalecer os municípios. 

Teremos em 2019 uma dupla a frente do Estado de visão empresarial, agropecuário, empreendedor e político e sabedores que possuem um corpo de técnicos servidores públicos como seu maior patrimônio que deve ser aproveitado para bem melhor servir a sociedade mato-grossense. ATITUDE e RESPONSABILIDADE, defender a necessidade de investir em educação e produção para que o Estado alcance o desenvolvimento. 


NÓS CIDADÃOS MATO-GROSSENSES DESEJAMOS O MELHOR PRO NOSSO AMADO ESTADO. 


Max Campos é Servidor Publico Estadual do INDEA-MT e Articulista Político.