Olhar Direto

Quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Opinião

Atividade física faz bem para a saúde e beleza do corpo, mas também é questão de saúde mental

Autor: Dorcilene Silva

01 Dez 2018 - 08:00

O ritmo acelerado da vida moderna, os excessos, a falta de tempo e a "pressão social asfixiante" têm levado as pessoas a se manterem em posição de grande tensão, esse estado de tensão tem propiciado grande sofrimento físico e mental, vale ressaltar que a atividade física além de auxiliar significativamente na saúde física também é uma grande aliada no que se refere aos problemas de ordem emocional e cognitivo. 

Apesar da escassez de trabalhos relacionados à atividade física e os aspectos psicobiológicos a literatura cientifica descreve que a pratica de atividade e exercício físico traz resultados positivos em vários aspectos, podemos citar a influência no sono e em seus possíveis distúrbios, diminuição de quadros ansiogênicos, melhoras cognitivas (memoria, aprendizagem).

Alguns estudos realizados já atestam que a pratica de atividade física está associado a redução de sintomas depressivos e ansiosos, nesse recorte não vamos entrar nas questões etiológicas dos transtornos mentais, mas convém salientar que além das predisposições genéticas os transtornos também estão ligados a questões comportamentais e contextuais, os exercícios físicos auxiliam nos níveis de serotonina, ou seja podem ajudar na produção desse hormônio  que o responsável por realizar comunicações neurais e consequentemente na regulação das nossas funções biológicas como sono, humor e apetite.

O exercício físico funciona como uma intervenção não farmacológica já que altera funções fisiológicas, bioquímicas e psicológicas, fundamental para uma melhor qualidade de vida: reduz os riscos de doenças, melhora cognitiva, aumento da autoestima entre outras funções. Só lembrando que em caso da pratica sistemática é sempre bom estar acompanhado por um profissional da área, a respeito das dúvidas sobre qual atividade (exercício) é mais adequado o treinador físico Isaias Silva acentua que toda forma de atividade praticada corretamente é válida, porém em casos específicos necessita de uma atenção maior, primeiramente precisa identificar qual modalidade a pessoa mais se adequa, a atividade deve estar estritamente ligada ao prazer, a inúmeras formas de se fazer levando em consideração as especificidades de cada sujeito.


Dorcilene Silva é Psicóloga, Especializada em   Avaliação Psicológica e Psicodiagnóstico. 
Sitevip Internet