Olhar Direto

Terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Opinião

População Idosa – CRIDAC MT

Autor: Wuber J. S. Soares

12 Jan 2019 - 08:00

A cultura do consumo no Brasil imita o norte americano, ou seja, devemos estar adquirindo produtos novos a todo momento. Desta forma o velho é indesejado e consequentemente descartável.
 
Podemos transferir este pensamento para a humanização, tratamos nossos idosos (velhos) com um estereótipo negativo, de peso, incomodo e descartável.
 
A pessoa idosa está muito além disso, o indvíduo não perde sua identidade ao longo da vida. Um exemplo claro disso é que legalmente você mantém o mesmo Cadastro de Pessoa Física, desde seu nascimento até seu óbito.
 
Novos pesquisadores tem estudado a qualidade de vida no envelhecimento e suas alterações não patológicas que influenciam na função do corpo. Uma das ferramentas utilizadas é a análise biomecânica do corpo. Tal ferramenta nos auxilia a entender o processo do envelhecimento tanto saudável (senescência) quanto patológico (senilidade).
 
Mato Grosso está a frente em conjunto com países de primeiro mundo. Está sendo instalado no CRIDAC-SES-MT um laboratório de análise biomecânica instrumentado, com equipamentos de alta tecnologia, onde é possível mensurar objetivamente as alterações físicas e funcionais durante o processo de envelhecimento. Estudos como análise da marcha, equilíbrio, força muscular serão oferecidos para o usuário do SUS. Este laboratório não se limitara ao público idoso, podendo ser utilizado pelas pessoas com deficiência infantil ou adulto. Com certeza é um avanço muito grande na saúde do Estado.
 
O laboratório estará disponível para a população provavelmente à partir de fevereiro deste ano e ficará localizado na nova sede do CRIDAC.
 

Wuber J. S. Soares é PNS-SUS SES/MT Fisioterapeuta SMS-Cuiabá-MT Doutor em fisioterapia
Sitevip Internet