Olhar Direto

Terça-feira, 19 de março de 2019

Opinião

Viés satânico

Autor: Licio Antonio Malheiros

07 Mar 2019 - 08:00

O Carnaval é comemorado em quase todo planeta; bem visto e aceito por grande parte da população brasileira. Enquanto, outra parte, prefere passar esses dias de carnaval, nos retiros espirituais, com atividades voltadas para reflexões e orações, voltadas para crianças e adultos, com palestras, apresentações musicais, entre outras atividades, isto acontece nas Igrejas Evangélicas. A Igreja Católica por sua vez, trabalha encontros, nos chamados "Vinde e Vede", Jesus convida para o "Vir e Ver", isto significa o passo da fé, as pessoas que optam, por esse itinerário acabam sendo convidados e indicados por Cristo.

Obviamente, para as pessoas que preferem o Carnaval, é perfeitamente compreensivo, pois vivemos em um país democrático no qual, cada cidadão brasileiro pode manifestar livremente as suas vontades e opiniões.

Agora, transformar essa manifestação cultural, em sacrilégio,  carnificina, ato profano, ao achincalhar e humilhar,  em uma avenida em um desfile de Carnaval, de forma vil e vergonhosa, a imagem de um ser superior chamado Deus, transcende a normalidade e os bons costumes.

A escola de samba Gaviões da Fiel encerrou o segundo dia de apresentações dos desfiles do carnaval de São Paulo, com um uma apresentação chula, gerando  revolta nas redes sociais, ao encenar 'diabo vence Jesus', em uma manifestação sarcástica, vergonhosa e imoral, ao usar a imagem de Jesus sendo arrastado pelo diabo, em plena avenida como forma de subjuga-lo e diminui-lo em plena via pública.

Uma comissão de frente no mínimo esdruxula, ao apresentar uma batalha entre Jesus Cristo e o Diabo, nessa batalha expositiva e vergonhosa, por representar o nosso criador, com suas vestes tal qual, usara na época da sua crucificação, e o diabo, também caracterizado tal qual sua forma original, vestido de vermelho empunhando um grande garfo, arrastando Jesus pela avenida, quem acha que deve aplaudir essa cena dantesca, e comungar com essa ideia, deve ser um acéfalo, tal qual o mentor dessa encenação maquiavélica e imoral.

A tentativa exacerbada em diminuir e achincalhar o nosso criador é latente; através de uma exposição vergonhosa e imoral, com uma exposição em público do nosso criador, ferindo assim, o sentimento de milhões de brasileiros, que não concordam com tal atrocidade, expressadas por esses senhores, na tentativa de ganhar o carnaval, ridicularizando um ser superior chamado Deus.

Reeditar uma porcaria da nisso, o samba-enredo dessa escola, é uma releitura do samba-enredo de 1994, "A Saliva do Santo e o Veneno da Serpente"; para piorar, a comissão de frente foi muito polêmica ao apresentar uma batalha entre Jesus Cristo e o Diabo, tendo como desfecho final, a vitória do Satanás, isso é um verdadeiro acinte.

 Pare o mundo, quero descer!


Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo (liciomalheiros@yahoo.com.br)
Sitevip Internet