Olhar Direto

Sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Opinião

Construções de grande barragens para hidrelétricas

Autor: Antônio Benito Signor

05 Out 2017 - 11:40

O Ministério De Minas e Energia, deverá proibir as construções de novas barragens a nível da água, para hidrelétricas que praticamente não possuem reservatório, visando as secas e potencia.

Como todos nos sabemos, a água é o bem mais precioso e sagrado no mundo, na sobrevivência humana, animal e vegetal. Sem ela o mundo acabaria em poucos dias.
Se não bastasse, também estes grandes lagos nos proporcionarão: Cri ames de peixes, oxigênio, irrigações, bebedouros para gado, transportes fluviais, turismo, umidade do ar, garantem a retenção de água em caso de certas enchentes, como garantira a vazão coordenada dos rios, que abastecem as grandes cidades, garantindo por um bom tempo o efeitos de possíveis racionamentos de água potável.

Estes "grandes" reservatórios, alem de enriquecer os lençóis freáticos, garantirão mais potencia nas hidrelétricas e afastarão por um bom tempo o fornecimento energético, sem racionamento, pelo grande acumulo de água.

Se não bastasse todo o exposto acima, estas hidrelétricas fornecerão energia limpa e mais barata, para garantirmos nossa qualidade de vida, na segurança, com iluminação pública, saúde nos hospitais, empregos nas indústria e comércios, como também o bem estar familiar.

Temos as ONGs Máfias Verde a serviço do capitalismo selvagem internacional, que sempre põe obstáculos nestes grande lagos argumentando a retirada da mata.

É bom lembrar que muito se fala no carro elétrico, no entanto não se pergunta se o sistema elétrico ou seja, hidrelétricos, vão agüentarem tal demanda.

Temos que lembrar que, "estocar" água é no mínimo MIL VEZES melhor e mais valiosa do que a mata e a Amazônia tem um tremendo potencial hidrelétrico a ser explorado. Devemos lembrar também, que a energia gerada aqui na Amazônia, vai para todo o Brasil, através do Sistema Nacional Integrado, evitando futuros apagões e preços mais baratos.

Para finalizar: "O progresso de uma nação, não anda no escuro e nem em estradas de chão". Portanto o país aonde tem energia e asfalto, o progresso vai atrás.


Antônio Benito Signor.                                      

 
Sitevip Internet