Olhar Direto

Domingo, 19 de novembro de 2017

Opinião

Sem anistia e sem ‘bem-estar’?

Autor: Graci Ourives de Miranda

11 Nov 2017 - 10:55

“Apesar do ouro da terra e dos diamantes nos rios, o mato-grossense é pobre, falta-lhe a necessária mão de obra, assim como a suficiente disposição para o trabalho. Pensa ele que basta possuir uma estrada de ferro, para que obtenha tudo o mais. (...)” Karl von den Steinen-1924)

O artigo visa demonstrar que a lei do bem-estar não está sendo cumprida quando se trata do meio de transporte e da mobilidade urbana em Cuiabá, principalmente o veículo com o número “525B” da empresa “Norte e Sul”. Esta empresa de longa data, desviando a rota (por conta própria ou cumprindo ordens?).

 Parece-nos que esqueceram de que, transporte é de interesse coletivo. Ainda mais que, a empresa deve comprometer-se com a qualidade e acessibilidade. E mais ainda deverá ter postura rotineira de gestores comprometidos para com a sociedade. Nunca descaso e falta de respeito para com os usuários dos meios de transportes.

A maioria da população é trabalhadora e merecedora de serviços de qualidade.

Alguém ou será quem? Esta aliviando a rotina que deveria ser respeitada? Nós estamos vivendo no mundo globalizado, em que as Leis sempre devem ser respeitadas.

Isto, para que nossos mercados e a sociedade mundial consigam visualizar o Brasil, e principalmente Mato Grosso como um Estado gigante e dotado de potencialidades econômicas e bem-estar social. E, nunca descaso de gestores para com a população.

A empresa deveria fiscalizar e orientar melhor seus servidores, a data de 10/11/2017. O ônibus 525B, simplesmente fez o desvio da rota, isto representa que, deixou-nos no ponto de ônibus aguardando das 17;15 às 18:40. A situação foi degradante. A usuária comunicou a empresa no número 65 36655000 e relatou o fato.

O servidor disse “esse motorista já levou gancho”. Então Cadê os órgãos fiscalizadores? Será que eles gostam somente dos lucros?  A choradeira está sempre a postos para receber e nós na expectativa será que ele o ônibus já está vindo? Não foi atraso foi descumprimento da Lei. Cruelmente, enfrentamos toda chuva, não tinha e não têm alojamento em vários pontos de ônibus? Cadê os órgãos competentes? Eles empresários e poderosos estão bem acolhidos em seus espaços. E nós à Deus dará?

O cidadão detentor de parcos recursos, não tem nem cobertura de dívida, ‘perdão’ pelo poder central ou local, imagina perdão de: sol e chuva. Contudo ele exerce o poder do VOTO e é pagador assíduo dos impostos devorador.

Atualmente em muitos pontos de ônibus não existem protetores, que possam abrigar o cidadão, sol e chuva, é esquecida pelos gestores e empresários? O cidadão e todo cidadão paga devidamente seus impostos, e se não o faz é altamente punido e seu nome estabelecerá comprometido, tanto economicamente quanto socialmente.

A dívida do cidadão assalariado e independente, este que enfrenta o transporte coletivo não tem perdão.

Conforme o poder central sempre regulamenta a anistia e redução de multas, isto para alguns (eles podem tudo?)  grandes empresários, (2014) quando existem desmatamento ilícito. Os grandes falham (ilegalmente) e são abençoados? até atualmente quando o Congresso aprovou o Refis, (2017) sendo o abatimento de multa.  Enquanto nós povo, somos lamentavelmente esquecidos por alguns gestores que não respeitam o cidadão.  Igualdade para quem?

Eles ‘nobre empresários’ tudo e mais que tudo, e nós Sol e Chuva? na expectativa de Será que o ônibus não vai desviar a rota?

A população apresenta evolução no crescimento, mas a qualidade dos serviços é cruel. Assim evidencia no cotidiano que o crescimento e desenvolvimento estão desordenados. Sabemos que são processos distintos, mais que deveriam estar sempre em equilíbrio, tanto socialmente quanto economicamente, o ecossistema preservado e justiça sendo feita para TODOS.

TUDO para que os cidadãos pudessem e possam cumprir seu compromisso. Gestores sejam céleres!
 
 
Graci Ourives de Miranda – professora Português/literaturas: Língua Portuguesa e inglês/literatura inglesa. Formada UFMT. Registro LP9614565/DEMEC/SP-SP.  Especialização História Social-UFMT. Curso -USP-SP: “Prática de ensino da língua inglesa”.02 artigos científicos-UFMT.08 Livros publicados, sendo 1- obra científica.
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet