Olhar Direto

Sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Opinião

Vergonha Nacional

Autor: Graci Ourives de Miranda

31 Dez 2017 - 15:45

Arquivo Pessoal

“Acima de tudo procurem sentir no mais profundo de vocês qualquer injustiça cometida contra qualquer pessoa em qualquer parte do mundo. É a mais bela qualidade de um revolucionário.” (Che Guevara, (1928-1967).

Findamos 2017 com mais um ato e fato de descaso, abandono e injustiça. O assassinato de policias é vergonhoso para o Brasil, servidores da Segurança Pública necessitam de aparato diferenciado.

Cruelmente mais um policial -PM, foi assassinado na cidade do Rio de Janeiro-RJ, elevando o número para 134º, quando reagiu ao assalto em São Gonçalo. (UOL/notícias/Fábio Grellet, Estadão)

O Secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas, (07/05/2017) pontuou: “(...)nos últimos 18 meses, 29 policiais tiveram morte violenta no Estado de Mato Grosso”. (Por: Raul Bradock, Redação/RepórteMT).

É deplorável perder um membro da família em assassinato, trabalhadores lícitos, defensores da sociedade, e que, honravam o erário. Os policiais que trabalham em zonas de riscos, merecem que os poderes lhes propiciem adequado ambiente humanístico.

Onde está o poder central? Preocupado com sua defesa? Quando um cidadão policial é assassinado toda sociedade sente-se ameaçada. Devemos defendê-los e preocupar-nos com suas famílias.

O assassinato, lamentável injustiça, o fato é uma nódoa para o Brasil gigante. Cadê a força, caráter moral de alguns gestores políticos? e suas ações? Será que não há recursos para os cidadãos trabalhadores que honram suas fardas? Será que não tem verbas para policias?

Surgiu a mala de dinheiro, essa grana deveria ser do povo e para o povo. O dinheiro da mala, pior ainda, eram de cidadãos de ‘confiança’? Conforme Sigmund Freud (1856-1939). “O caráter de um homem é formado pelas pessoas que escolheu para conviver”. Alguns políticos conseguiram conspurcar o Poder Legislativo? No exercício do cargo, Será? Cadê valores para segurança dos cidadãos?

Os policiais dedicam e trabalham tanto para defender os cidadãos, então devem ser tratados com dignidade e honra. Qual a motivação que o poder ‘Central’ vem propiciando para policias? os salários são adequados? o ambiente de trabalho é equilibrado?

O poder central no cenário de 2017 investiu em segurança? Qual o motivo que faz com que o poder central permanece maior parte de seu tempo tentando se defender de processos?

Qual a periodicidade que são trocadas as fardas? E os auxílios para indumentárias dos políticos? Vamos refletir neste tema?

Ninguém merece tanto descaso dos poderes. Poderes, por favor, preocupar com números de policias que são assassinados. E, famintos que estão doentes, no Morro da Luz, coração de Cuiabá-MT. Autoridades nunca estão presentes no Morro, contudo à polícia sempre se faz presente.

Enfim, devemos VOTAR com qualidade e treinar como votar.

Conforme Ministros do Supremo Tribunal Federal - STF, Luís Roberto Barroso em sessão plenária de 19/12/2017, diz: “Há um País que se perdeu pelo caminho, naturalizou as coisas erradas, e nós temos o dever de enfrentar isso e fazer um novo país.” O direito de expressão ganhou contornos de realidade da democracia plena.

Tudo para que a história do Brasil seja visualizada através da moral e ética, devemos nos unir para exigir direitos para todos os cidadãos e bem-estar, independente da história de vida, sexo, cor da pele ou profissão.

Esperamos que ideologia esteja sempre distante da justiça. Poderes ações de humanismo, serenidade, justiça e paz.

Celeridade poderes: polícia têm família.


Graci Ourives de Miranda – professora Português/literaturas: Língua Portuguesa e inglês/literatura inglesa. Registro LP9614565/DEMEC/SP-SP. Especialização História Social-UFMT. Curso -USP-SP: “Prática de ensino da língua inglesa”, voluntária. 02 artigos científicos-UFMT.04 Livros publicados, sendo 1- obra científica.
Sitevip Internet