Olhar Direto

Sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Opinião

Municipalismo

Autor: Licio Antonio Malheiros

12 Jan 2018 - 08:00

É no município que tudo acontece; a ideologia municipalista constitui uma das construções discursivo-programáticos, mais antigas e resilientes da cultura política brasileira. Falar da importância do municipalismo, sem nos reportarmos ao início dele, seria no mínimo uma temeridade. Analiticamente, as origens e o desenvolvimento do municipalismo e sua realização com a modernização do Estado no Brasil, se dá no período de 1920-1960. Nesse sentido são analisados: a genealogia do municipalismo e sua relação e sua ideologia Anti-Urbana da República Velha, até o discurso e a prática municipalista no Estado Novo.

Voltando ao século XXI, o modelo de municipalismo vem ganhando novas nuances, principalmente quando ocorrem implementações de políticas públicas, voltadas a atender a população de baixa renda, os  expropriados do capital.

Os poderes constituídos quando estão em sintonia, e deixam de lado vaidades pessoais e egocentrismo, as ações sociais acabam chegando à base da pirâmide social, ou seja, aos munícipes que precisam de: saúde, educação, transporte coletivo e por ai vai.

Ações propositivas de Governo,  quando estão em sintonia com outros poderes; quem acaba ganhando com isso,  é a população carente.

Quem enxerga as necessidades dos bairros periféricos, são os próprios moradores, ou pessoas que de lá emergiram para vida pública.

 Alguns se sensibilizam com a necessidade dos munícipes, dentro de suas limitações, principalmente no caso dos vereadores; alguns deles buscam mecanismos de mudanças, que possam levar aos bairros periféricos,   melhor qualidade no atendimento na saúde pública.

O vereador Elizeu Nascimento (PSDC), destinou R$ 90 mil reais para a reforma do Centro de Saúde do Bairro Altos da Serra, que atende os moradores, do Bairro Altos da Serra I, Altos da Serra II e Recanto das Seriemas.

 Nesse pacote, chegaram também, moveis e equipamentos novos para a referida unidade, entre os quais bebedouros, ar condicionado para a sala médica, de enfermagem e vacinação, mesas e cadeiras para as salas de atendimento, longarinas com cadeiras novas para os usuários que aguardam ser chamados, armários, além de cadeiras apropriadas para coleta de material sanguíneo, câmara fria para guardar vacinas etc.

Além do referido montante citado anteriormente, o vereador em questão, também disponibilizou, R$ 85 mil reais, através de Emenda Impositiva, que ajudou na realização do sonho de milhares de munícipes humildes; que se viam obrigados, a se deslocar até outras unidades de saúde mais distantes, em busca de atendimento de nível primário de atenção.

Sei que muitos irão me chamar de fisiologista ou coisa que o valha, porém estou dando ênfase a essa questão, pois 5 meses atrás, eu estava acometido por uma forte dor no braço e estava sem plano de saúde privado, como moro no bairro do porto.
Vi-me, obrigado a me deslocar até a Policlínica do Verdão, fui atendido por profissionais, extremamente gabaritados e atenciosos, entre os quais: enfermeiros, médicos, enfim, uma plêiade de pessoas com visão de atendimento humanizado. 


Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo (liciomalheiros@yahoo.com.br)
Sitevip Internet