Olhar Direto

Quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Opinião

“Posso medir sua falsidade?”

Autor: Reobbe Aguiar Pereira

12 Set 2018 - 08:00

“Oh! Que formosa aparência tem a falsidade” - William Shakespeare -afamado dramaturgo e poeta do mundo, sempre nos inspirando pela célebre pensamentos que nos permitem adquiri –los até na Idade Contemporânea. Diga-se de passagem, quem tem coragem de descobrir e encarar a falsidade com que age para com os outros em suas relações? Acredito que bem poucas pessoas reconhecem essa atitude.

Infelizmente! A falsidade se transformou uma “dádiva” que persiste intrinsecamente na sociedade. As relações humanas estão sujeitas para ser debatidas à diversas formas, seja no trabalho ou na política-esta permanece sendo um império ao nosso “BRASILZÃO”. A falsidade é oculta, presente, disfarçada e até perigosa (na maioria dos casos), onde a boa parte das pessoas fazem algo de bom para outras normalmente pensando em receber algo em troca. Não há nada de errado nisso, pois costumamos a dizer que no Universo tudo é troca. Costumamos a comparar e permear a Terceira Lei de Newton –Toda ação tem sua reação-. O problema está nos fatos dos políticos não assumirem, pelo menos para si mesmos, que fazem o bem para alguém, porque gostam de fazer.

A sociedade brasileira vive dias tristes e cinzentos, chocada com o sistema permanente de continuação de mentiras e criações de propostas que ficam guardadas sempre nas gavetas. Continuação este que, além do sistema permanente de corrupções, trocas de valores, ataque ao patrimônio público, aumenta o número de descrença que tem um efeito perverso porque lança sombras sobre uma das maiores conquista da civilização que é a construção de uma sociedade fundada no estado de direito, no respeito a pessoa humana e na valorização do trabalho e na igualdade de oportunidades.

Sempre acreditei no mais-valia social, expressão este que caracteriza o aumento de valor de um bem em razão de benfeitoria que foi introduzida. E nessa atitude que agride o juízo de valor e a ética de cada indivíduo, como estivéssemos sendo uma marionete. Será que os nossos políticos tiveram coragem de fazer uma busca da atitude de ser verdadeiro? Conseguiram encontrá-la e a reconheceu? Se as respostas forem sim para ambas as perguntas, fico feliz, pois, então, ainda existe esperança de um futuro melhor.

Sim, meu leitor! Sou otimista por natureza e, como milhões de brasileiros, devotei minha vida ao trabalho sendo honesto. Mas, a nossa população não suporta mais esse festival de cinismo e de desrespeito com o que defensores do governo fazem, criando explicações e argumentos inverossímeis e de puro deboche para defender o indefensável. Todo brasileiro-honesto –repudia veementemente essa situação. Basta!
 
 
Reobbe Aguiar Pereira é Bacharel em Enfermagem. Mestrando em Ciências Ambientais. Pós Graduado Enf. Trabalho; Informática em Saúde; Urg. Emerg. e UTI. E-mail: reobbeap@hotmail.com
 

 
 
 
 
 
Sitevip Internet