Notícias / Cidades

18/11/2013 - 14:32

Corte de cargos comissionados do Detran reduzirá gastos em R$ 3 milhões

Da Redação - Priscilla Silva

Foto: Priscilla Silva - Olhar Direto

Corte de cargos comissionados do Detran reduzirá gastos em R$ 3 milhões

Depois de 30 dias em greve, os servidores do Departamento Estadual de Trânsito/MT (Detran) conquistam melhorias do sistema operacional do órgão, realização de concurso público e um redução de 51 cargos comissionados. De acordo com o sindicato dos servidores do Detran, o órgão terá uma economia de aproximadamente R$ 3 milhões anuais apenas com a redução do quadro de profissionais comissionados.

Leia mais:Greve no Detran 'esconde' diálogos de provável queda de Castrillon e alçada de Mauri no órgão

Dos 191 cargos comissionados que atuam no órgão, ficaram apenas 140, sendo que desse total 70 vagas serão ocupadas por servidores efetivos. O prazo para que o governo cumpra esse pedido expira no primeiro dia útil de 2014.

Durante a reunião que resoltou na suspensão da greve, alguns prazos foram estabelecidos. A administração do sistema DetranNet, há três anos em funcionamento, frequentemente gera transtorno aos servidores por falhas técnicas. Para dar solução ao problema, o governo pediu um prazo de 150 dias para que a empresa responsável pelo sistema faça as devidas correções.

Os servidores também conseguiram a garantia da realização do concurso público para o departamento. O edital do certame deverá ser elaborado por uma comissão que tem até o dia 30 deste mês para apresentar a quantidade de vagas e cargos.

Apesar de o governo ceder à realização de um concurso público, ele se nega a abrir vagas para efetivação de psicólogos e médicos, responsáveis pelos exames clínicos. Segundo a presidente do sindicato dos servidores do órgão, Veneranda Costa, essa postura deixa os critérios de seleção "obscuros", uma vez que não existe nenhuma regulamentação para isso. “Provavelmente essas contratações são feitas por indicação”, alega.

Exibindo de "01" à "10" do total de "12"

por Em dúvida, em 21/11/2013 às 14:19
Vai se cortar os comissionados alegando que eles nada fazem e que o detran é cabide de emprego. A dúvida é: quem vai ser nomeado no lugar? Os servidores desocupados que bebem café ou aqueles que realmente trabalham? Se for a primeira opção, é trocar 6 por meio dúzia!
por adalberto, em 20/11/2013 às 18:10
parabéns ao sindicato do DETRAN e servidores pela economia que proporcioará com os cortes de comissionados. E o sindicato do CEPROMAT não fará o mesmo???
por paulo, em 19/11/2013 às 08:28
É por causa de muitos "ademir" que o brasil nao vai para frente!! Essa greve foi para melhorias no proprio orgao que esta uma sucata e por causa de um aumento absurdo no valor da vistoria, mais como os "ademir" acham q os funcionarios sao desocupados eles q paguem o valor entaunnnnn!!!
por Fabio Junior, em 18/11/2013 às 18:25
caro Ademir, caso voce nao saiba, esta greve foi exatamente a 2º greve que o Detran-MT, deflagra. e sao por razoes de melhorias no orgao para atendimento dos usuarios, que somos todos nós que temos veiculos ou CNH, ou que estamos no transito. nao somos desocupados.
por Bianchini, em 18/11/2013 às 17:38
Apenas com o corte 25% dos cargos comissionados já gerou uma economia bastante significativa. Observaremos que não farão falta alguma e o Órgão funcionará igualmente, ou quiçá, até melhor. Porque não tentar ampliar mais outros 25%???? Vale apena refletir!!!
por Brasileiro / Cuiabano Indignado, em 18/11/2013 às 16:47
Isso acontece em praticamente todos os órgãos publico, é um cabide de empregos para cabos eleitoral, familiares de políticos. Isso tem que acaba, o povo já não suporta mais esse tipo de falcatruas, injustiças e corrupção. Temos que torcer para a criação de lei mais severas para tirar os que ilegalmente aproveita dessa situação e eliminar de vez da politica o que causa a situação. A exemplo do que esta sendo feito no DETRAN tem que ser feito em outros órgãos público. Acredito no MP. Vamos que ainda da tempo de virarmos essa pagina imunda. Lembre-se bem na hora de votar temos que renovar, chega desses que não faz nada, absolutamente nada para o povo Mato-grossense.
por vamos lutar, em 18/11/2013 às 16:45
Pois é, Ademir...a greve do Detran teve alguns avanços para a melhoria do órgão em si e, principalmente, para atender melhor a população. Quem se opôs aos argumentos apresentados e manifesta insatisfação com os grevistas, talvez, é porque vinha se beneficiando da deplorável situação. Ademir, você cobra o que acha direito seu dos servidores públicos, mas deve ser mansinho quando se trata dos políticos do alto escalão do governo envolvidos em corrupção...vá conhecer o Detran ou preste concurso para o mesmo ou será que não é capaz?
por karlos, em 18/11/2013 às 16:42
Ademir, deixa de ser invejoso, vai estudar pra passar num concurso publico e deixa de ser parasita vivendo de apadrinhamento para estar mamando nas tetas do estado.....tenha um pouco mais de hombridade , e te falo isso mesmo não sendo servidor do Detran, mais tenho vergonha na cara e não dependo de políticos pra trabalhar e ganhar a vida....tenha um bom dia
por Luiz Castro, em 18/11/2013 às 16:32
aqui na secretaria de saúde e cheio de apadrinhados poderia fazer reforma administrativa no estado
por Silzinha, em 18/11/2013 às 16:25
A redução dos comissionados é algo necessário, porém há de se consedirerar que existem servidores de carreira que nada fazem e servidores comissionados que trabalham corretamente. A questão é que, em outros órgãos/entidades há uma melhor distribuição dos cargos em comissão/função de confiança, pois é necessário que o servidor de carreira também faça parte do quadro de chefia do detran. Chamar o funcionário de desocupado é algo complexo, pois tem quem trabalha, quem se esforça, quem é probo, quem atende bem. Não é porque meia dúzia não faz nada que todos devem ser castigados como tal. Tomara que realmente isto ocorra e qu o detran possa melhorar a cada dia, não apenas em nível salarial, mas na questão estrutural em si. Seja por meio da greve, da discussão com o Governo, do apelo da sociedade, o que importa é termos um detran "saudável", tanto para os servidores qto para o usuário, a quem devemos respeito e zelo, já que prestamos serviços a eles. Não fiz parte do movimento da greve, respeito quem fez e acho que tudo na vida é uma questão de opção, que deve sempre ser respeitada. Em outras reportagens há uma "guerra" em forma de comentários, pois se chocam ideias contrárias. Um detran melhor depende de todos nós, independente do que pensamos, do que defendemos como ideiais. QUe realmente a greve traga benefícios.

plantão

picante

do internauta

Sitevip Internet