Olhar Direto

Terça-feira, 21 de novembro de 2017

Notícias / Turismo

Vulcão com cratera de 50 m tem vista para maior cidade da Nova Zelândia

Juliana Cardilli Do G1, em Auckland - a repórter viajou a convite da Tourism New Zeland

23 Mai 2015 - 19:26

Foto: Juliana Cardilli/G1

Vulcão com cratera de 50 m tem vista para maior cidade da Nova Zelândia
Imagine estar no centro de uma grande cidade cosmopolita, lar de um terço da população de seu país, e em um trajeto de 10 minutos de ônibus chegar a um vulcão adormecido, com uma caldeira impressionante e vistas em 360º da cidade. O que parece impensável para nós brasileiros é uma realidade em Auckland, na Nova Zelândia, onde é possível e fácil subir até o topo do Mount Eden, o ponto mais alto da cidade e um dos mais emblemáticos.

Alcançar a antiga cratera do Mount Eden é uma das maneiras mais fáceis de se alcançar o topo de um vulcão no mundo – e também bastante segura. Sua última erupção aconteceu há cerca de 15 mil anos, e moldou a geografia da região, expelindo lava que em alguns pontos teve 60 metros de altura.

Antes da chegada dos estrangeiros ao país, ele era habitado pelos maoris, o povo nativo da Nova Zelândia, considerados guardiões do local. Quem quiser saber mais sobre essa origem pode fazer um dos passeios guiados. Mas entre os locais e a maior parte dos turistas, o monte é mais visto como um parque, no qual muitos vão passar o dia, fazer piqueniques ou admirar o pôr do sol.

Chegar até lá é muito fácil – basta pegar uma das várias linhas de ônibus que passam pela região. A simpatia dos kiwis – como os neozelandeses são conhecidos – ajuda. O motorista do ônibus chegou a descer do veículo e andar alguns metros para garantir que o G1 pegasse o caminho certo ao descer do coletivo rumo à base do vulcão.

Depois disso, o caminho é ainda mais simples. É possível chegar ao topo de carro – o transporte coletivo não sobe – ou caminhando. Em um ritmo tranquilo, com paradas para fotos da paisagem, o trajeto dura cerca de 20 minutos, e é feito por trilhas asfaltadas, permitindo o acesso de idosos e até mesmo de pais com carrinhos de bebê.

No caminho, a vista da cidade vai se revelando – é possível ver a baía de Auckland, com suas centenas de barcos. Ela é conhecida como a cidade das velas: acredita-se que tenha a maior concentração de barcos per capita do mundo.

Aos poucos, surge no horizonte a Sky Tower, torre no centro da cidade que se tornou o símbolo de Auckland. Mas a vista mais impressionante só se revela no topo: uma cratera gigantesca, que em alguns pontos chega a ter 50 metros de profundidade, totalmente coberta de vegetação.

Apesar de seus milhares de anos, o Mount Eden ainda conserva sua forma, e ficar à beira de sua cratera gera uma sensação de impotência – um lembrete constante aos neozelandeses de que a cidade e o país estão em uma área de intensa atividade geológica.

 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet