Olhar Direto

Quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Notícias / Carros & Motos

Fiat Toro 1.8 flex: como anda a nova picape, rival da Duster Oroch

MSN

22 Fev 2016 - 05:24

Foto: Divulgação

Fiat Toro 1.8 flex: como anda a nova picape, rival da Duster Oroch
A Fiat aposta alto na picape Toro e quer dar um "olé" na crise econômica que assola vários setores da economia, inclusive o automotivo. O carro começa a ser vendido nas lojas no próximo dia 27 a partir de R$ 76.500, preço sugerido da versão mais em conta Freedom 1.8 flex, com câmbio automático de seis marchas e tração dianteira, que a reportagem queiG Carros avaliou em um circuito urbano, na cidade de Campinas (SP).

A primeira impressão ao entrar no carro é positiva. O nível de acabamento fica acima da média dos modelos da Fiat e algumas soluções de desgin do interior são interessantes, como os puxadores das portas, perfeitamente instalados, dando um aspecto sofisticado e , ao mesmo tempo, contribuindo com a boa ergonomia. O motorista tem todas as regulagens necessárias para ajustar bem a posição de dirigir, mas o passageiro da frente fica um pouco mais alto que o ideal.

O que também agrada é que, mesmo a versão básica Freedom, a picape vem bem equipada com itens como quadro de instrumentos personalizável de 3,5 polegadas em TFT (com relógio digital, calendário e indicador de temperatura externa), ESC (controle eletrônico de estabilidade), Hill Holder (auxiliar de partida em subidas) e rádio Connect com comando no volante, , direção elétrica, fixação Isofix para cadeira infantil, vidros e travas elétricas automáticas (fecham a 20 km/h), sensor de estacionamento traseiro e revestimento de caçamba, entre outros.

Porém, as rodas de liga-leve de aro 16 são opcionais (sim, de série, a Toro Freedom vem com calotas, fixadas por parafusos), assim como air bags laterais, de janela e de joelhos, sensor de pressão dos pneus até o teto solar, além de câmera de ré e estofamento parcialmente em couro.

Dada a partida, a picape parte em silêncio e mostrando que a suspensão foi bem acertada. Conseguiram aliar boa estabilidade nas curvas com conforto ao rodar, o que é percebido principalmente para quem estiver sentado nos bancos da frente. Atrás, o conjunto absorve menos as irregularidades do piso.

Nas manobras, o sistema de direção elétrica dá conta do recado, mas embora o carro tenha assistência de partida em rampa, o freio de estacionamento é mecânico, por alavanca, e não elétrico, como no Jeep Renegade, do qual a Toro é derivada. Por que? AFiat diz que é simplesmente uma escolha mais adequada para uma picape. Mas, conforme apuramos, também existe uma questão de custo, já que para o freio ser elétrico, seria necessário instalar discos na traseira no lugar dos tambores.

No caminho que fizemos ao volante da Toro 1.8 flex automática, cheio de rotatórias e travessas, o motor mostrou certa falta de fôlego nas retomadas, apesar de ter recebido mudanças na comparação com o 1.8 do Renegade. Instalaram coletor de admissão multifásico, que ajuda a encher melhor os cilindros até 4.000 rpm. Com isso, a potência máxima passou para 139 cv com apenas etanol no tanque, mas o torque se manteve praticamente igual (19,3 kgfm ante 19,1 do Jeep , sempre a 3.750 rpm). Como a Toro 1.8automática é 187 kg mais pesada que a versão correspondente do Renegade ( 1.619 kg ante 1.432 kg), a relação peso/toque ficou desfaforável à picape.

Para sair do quadrado, o pessoal de design da FCA (Fiat Chrysler Automobiles) resolveu adotar uma tampa de caçamba bipartida, aberta como se fosse uma porta de armário. Para levar objetos que não sejam largos pode parecer uma boa solução, já que fica bem mais cômodo do que encarar o peso da tampa de caçamba convencional. Mas se for levar algo que exige o máximo de largura da entrada do compartimento de carga, existe o risco de precisar erguer o objeto para colocá-lo na caçamba, já que as duas portas limitam o acesso . Se a ideia for levar bicicleta ou moto, apenas com o extensor de caçamba oferecido como acessório. Com ele, o volume de carga aumenta 405 litros. 


A Fiat pretende vender em torno de 4 mil unidades por mês da Toro, o que dá, aproximadamente, 50 mil unidades por ano. Desse total, a marca acredita que 40% da procura será pelas versões flex e o restante das movidas a diesel. Confira abaixo todos os preços da Toro.

 - Fiat Toro Freedom 1.8 flex (câmbio automático de 6 marchas, 4x2): R$ 76.500
- Fiat Toro Openning Edition 1.8 flex (automático de 6 marchas, 4x2): R$ 84.400
- Fiat Toro Freedom 2.0 diesel (manual de 6 marchas, 4x2): R$ 93.900
- Fiat Toro Freedom 2.0 diesel (automático de 6 marchas, 4x4): R$ 101.900
- Fiat Toro Volcano 2.0 diesel (automático de 9 marchas, 4x4): R$ 116.500

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet