Olhar Direto

Sábado, 16 de dezembro de 2017

Notícias / Meio Ambiente

Bebê onça-parda é resgatado e passa por tratamento em Mato Grosso

G1

24 Mai 2016 - 10:32

Um filhote de onça-parda foi resgatado e passa por tratamento no Batalhão da Polícia Ambiental em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. A onça tem aproximadamente 70 dias de vida e ganhou o nome de Gabi. O animal foi encontrado por um morador na área urbana de Juara, a 690 km de Cuiabá e enviado para a capital mato-grossense.

Segundo o subcomandante do Batalhão Ambiental, Juliano Paulo de Ataíde, a suspeita é que a mãe do filhote tenha sido morta em uma caçada ou que a onça-parda tenha se perdido e ido até a área urbana de Juara. O morador que encontrou o filhote levou o animal até a Secretaria de Meio Ambiente (Sema).

O primeiro atendimento do filhote foi feito no hospital veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá. “Ela chegou apática, não estava se alimentando bem e estava com um pouco de anemia. Colhemos materiais e fizemos exames para iniciar um tratamento e ela ficou super bem. Ganhou peso”, explicou a veterinária Tânia Luisa Cabral da Costa.

 

Depois de passar por esse primeiro atendimento, a onça foi levada para o batalhão em Várzea Grande. “Ela tem aproximadamente 70 dias de vida e é da espécie onça-parda. Ela deve ser encaminhada para o Instituto Mata Atlântica, em São Paulo, para que possa ser feita a readaptação à natureza”, disse o subcomandante do batalhão.

Conforme o batalhão, Gabi deve ser cuidada até que possa ser transferida para São Paulo. “Ela recebe mamadeira, tem uma jaula onde fica acondicionada e recebe todo tratamento adequado. Temos condições [de fazer a readaptação], mas são precárias. E lá [São Paulo] eles têm, uma equipe para fazer a readaptação à natureza”, finalizou o subcomandante.

A onça-parda adulta pode chegar aos 70 kg e medir mais de 1,5 metro. É considerado o segundo maior felino das Américas e vive, em média, até os 9 anos.

 

Sitevip Internet