Olhar Direto

Segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Notícias / Carros & Motos

Renault retoca e recheia o Clio depois de 4 anos

Motorpress

13 Jun 2016 - 21:59

Renault retoca e recheia o Clio depois de 4 anos
Quatro anos após o lançamento da atual geração, e 26 depois da chegada da primeira, a Renault apresenta o face-lift do hatch Clio. A mudança é importante porque foi justamente este modelo que inaugurou a nova identidade visual da marca, com o emblema centralizado e duas seções estreitas da grade frontal ascendendo em direção aos faróis.

Segundo um comunicado da Renault divulgado nesta segunda-feira (13), uma das principais novidades do Clio é a assinatura visual das luzes de LED dianteiras (denominada Pure Vision), disponível em algumas versões; e a adoção de materais de acabamento antes reservados a modelos mais caros da gama da montadora, como o Mégane. Quatro novos tons de vermelho, branco, cinza e azul foram adicionados à paleta de cores da carroceria.

O Clio 2017 europeu passa a oferecer também três opções de multimídia: Media Nav Evolution (como o nome diz, uma evolução do sistema usado nos Renault brasileiros), R-Link Evolution (idem, usado no Fluence) e o inédito R&Go. Além disso, o carro pode ser equipado com sistema de som da grife Bose (opcional).

Sob o capô, o Clio 2017 oferece 11 combinações entre motores (dois a gasolina, dois a diesel, de 90 cv a 120 cv) e câmbios (manual e robotizado de embreagem dupla). Para marcar a estréia do modelo renovado, a Renault decidiu oferece ruma versão especial a Initiale Paris, que traz a maior parte das novidades (inclusive câmera de ré e frontal) como itens de série.

Embora a dianteira do novo Clio europeu tenha ficado até mais parecida com a do carro vendido no Brasil com o mesmo nome, uma coisa não tem nada a ver com a outra: o "nosso" Clio, cuja fabricação hoje está limitada à Argentina, é o modelo de entrada da Renault por aqui, e deve ser substituído em breve pelo Kwid. Na Europa o low cost da Renault é o Twingo.
Sitevip Internet