Olhar Direto

Domingo, 24 de setembro de 2017

Notícias / Carros & Motos

Sem o Chevrolet Classic, GM dá adeus ao século 20

Carro Online - Terra

12 Set 2016 - 10:20

Sem o Chevrolet Classic, GM dá adeus ao século 20
Em meados de agosto, surgiram as primeiras informações sobre o encerramento da produção do Chevrolet Classic, lançado em 1995 como versão três-volumes do Corsa -- seu nome era, aliás, Corsa Sedan. Na semana passada, o modelo, o último do portfólio da General Motors remanescente do século 20, finalmente desapareceu do site comercial da empresa.
Era o penúltimo prego no caixão: a GM confirmou o fim da importação do Classic, mas sua fabricação, atualmente em Rosário, na Argentina, ainda não terminou.  

O papel de sedã de entrada da gama Chevrolet no Brasil foi assumido pelo Prisma Joy, do mesmo modo que o Onix Joy passou a ser o hatch de entrada, em vez do Onix LS inicialmente proposto como substituto do Celta, aposentado em 2015. Por incrível que pareça, o Classic (ainda mais defasado e visualmente tosco que o hatch) sobreviveu um ano extra no mercado.

ale notar que o Classic é um dos muito exemplos de "reciclagem" da indústria automotiva brasileira: quando o Corsa mudou de geração, em 2002, ficou maior e mais parecido com modelos um degrau acima na gama Chevrolet (o sedã, por exemplo, ficou próximo do Astra). Mas o Corsinha Sedan não foi aposentado; em vez disso, ganhou novo nome, Corsa Classic, depois abreviado para Classic.
Na última reestilização do modelo, em 2010, a GM rebateu as críticas por manter um carro tão defasado nas lojas com um argumento muito simples: ele vendia bem. De fato, naquele mesmo ano o sedãzinho passou de 120 mil unidades emplacadas no Brasil, um número bastante robusto.

No entanto, a demanda foi caindo, ano a ano. A modernização dos táxis e a chegada de serviços de ride share, como o Uber, podem ter sido decisivas para isso -- carros mais confortáveis e sofisticados tomaram o lugar do Classic. Até o final do primeiro semestre deste ano, o modelo -- que somente na linha 2016 passou a oferecer direção hidráulica de série -- não chegou a 11 mil emplacamentos. O último motor usado foi o 1.0 VHC E, de 78 cv com etanol; ao longo de seus mais de 20 anos de vida, o Classic chegou a oferecer também um 1.6 de 16 válvulas.

Na Tabela Fipe, o Classic LS 2016 zero quilômetro ainda aparece. Preço: R$ 32.445.
Sitevip Internet