Olhar Direto

Quarta-feira, 29 de março de 2017

Notícias / Ciência & Saúde

Mãe lança campanha na internet para tratamento de menino de 4 anos com doença rara

Da Redação - Lázaro Thor Borges

08 Out 2016 - 11:21

Foto: Facebook

O pequeno Pedro, de quatro anos de idade

O pequeno Pedro, de quatro anos de idade

É com a ideia de oferecer uma vida feliz ao pequeno Pedro, de quatro anos, que a mãe Paula Miccoli e a avó, Maricilda Santos, resolveram lançar uma campanha de arrecadação de recursos pela internet intitulada “Vida para Pedro”. 

Leia mais:
Patinador cuiabano entra em coma após ser agredido na Espanha e família pede ajuda para pagar hospital


O pequeno Pedro foi diagnosticado com Síndrome de West e esquizencefalia de lábios abertos unilateral  logo após o nascimento. A doença de nome incomum é um tipo de epilepsia que inicia na infância e provoca espasmos e retardo mental. Pedro não fala e não anda. Mas, segundo a mãe, ele entende tudo o que lhe dizem e já evoluiu muito mais do que o previsto pelos médicos.

Após o nascimento de Pedro, seu segundo filho, a bombeiro militar Paula Ferreira Miccoli começou uma batalha árdua para conquistar qualidade de vida para o bebê. Ela procurou neuropediatras do Sistema Único de Saúde (SUS) e de seu próprio plano de saúde, mas a resposta foi sempre a mesma: Pedro não passaria dos dois anos de vida.

“Eu quando ouvi isso do médico não aceitei como resposta. Eu sei que ele tem uma condição diferenciada, uma má formação cerebral, mas em momento algum eu pensei que porque ele tem isso eu deixaria como está”, lembrou a mãe.

A partir daí, Paula resolveu ir atrás de tratamento fora de Cuiabá. Ela foi até a cidade de Campinas, em São Paulo, onde uma neuropediatra informou que o mais importante seria proporcionar uma vida tranqüila, saudável e feliz ao garoto, independente do quanto ele viveria.

“Hoje a gente nem pensa mais no tempo de vida dele, porque ele já ultrapassou tudo o que falaram para gente e ele só vem se desenvolvendo. A gente busca a qualidade de vida mesmo porque nós vemos que ele demonstra muita vontade de falar, de andar, de viver”, contou a mãe.

Ela fez questão de mostrar para mim que independentemente do quanto ele deveria viver a gente deveria se preocupar com uma coisa: a qualidade de vida dele. Fazer com que ele viva da melhor maneira possível, acima de qualquer coisa. E foi isso que eu busquei é isso que eu tenho buscado desde então”

A mãe e a vovó de Pedro pretendem arrecadar R$ 30 mil para a compra de equipamentos e para o pagamento de parte do tratamento da doença. Até o momento, a família já conseguiu receber R$ 7.260 em doações, o que equivale 24.2 % do total. Além disso, a mãe já recebeu a doação anônima de um dos equipamentos que custa R$1600,00.

Quem quiser doar basta acessar o link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/vida-para-pedro ou entrar em contato com Paula (65-98110-5631) ou com a vovó, Maricilda (65- 99902-6676). Para quem quiser saber mais e acompanhar a história de Pedro pode curtir a página no Facebook criada pela mãe: https://www.facebook.com/vidaparapedro/

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ireni
    09 Out 2016 às 14:31

    Que Deus abencoe o pequeno o Pedro

  • nilseia
    08 Out 2016 às 22:41

    Ola mamae do pedro sei o que significa essa sindrome tenho um netinho miguel com o mesmo problema o tratamento realmente e muito caro so conseguimos leva lo pra sao paulo uma vez é muito dificil mas eles sao um presente de deus amo muito força amiga

Sitevip Internet