Olhar Direto

Sábado, 21 de outubro de 2017

Notícias / Política BR

Mais de 5,4 milhões de eleitores votam neste domingo em municípios paulistas

Agência Brasil

30 Out 2016 - 09:00

Mais de 5,4 milhões de pessoas em 13 municípios de São Paulo votam hoje (30) no segundo turno. A eleição municipal ocorre apenas em cidades com mais de 200 mil eleitores, em que os candidatos não conseguiram mais de 50% dos votos válidos no primeiro turno. Serão disponibilizadas 15.306 urnas no estado, que tem o maior eleitorado do país.

Do conjunto de municípios paulistas, seis estão na Região Metropolitana da capital, totalizando 3,284 milhões de eleitores. Vão às urnas eleitores das cidades de Guarulhos, São Bernardo do Campo, Santo André, Diadema, Mauá e Osasco.

Grande São Paulo

A segunda cidade mais populosa do estado, Guarulhos, terá 902.720 eleitores votando neste domingo. Com forte indústria e comércio, o município teve quatro governos consecutivos do PT. Desta vez, o candidato do PT, Elói Pietá, que já foi prefeito de Guarulhos duas vezes, obteve 19,32%. Ele foi derrotado por Guti (PSB) e Eli Corrêa Filho (DEM), que estão na disputa do segundo turno. O candidato do PSB teve 34,54% dos votos e o democrata, 22,38% da preferência do eleitorado.

Guti (PSB), 31 anos, é solteiro. Formado em direito, foi duas vezes vereador e uma vez deputado federal. É atual presidente municipal do PSB de Guarulhos. Eli Corrêa Filho (DEM), 40 anos, é casado e tem duas filhas. Formado em administração, foi deputado estadual por três vezes e exerceu dois mandatos como deputado federal.

A cidade de Osasco, com 566 mil eleitores, deixou de ser administrada pelo PT em março deste ano, quando o prefeito Jorge Lapas deixou a sigla e ingressou no PDT. Com 38,55% dos votos válidos no primeiro turno, Jorge enfrentará Rogério Lins (PTN), apoiado por 39,44% dos eleitores.

Rogério Lins (PTN), 38 anos, é casado e tem duas filhas. Formado em direito, foi duas vezes vereador e atuou como secretário da Indústria e Comércio do município e diretor de Esportes. O engenheiro civil Jorge Lapas (PDT), tem 55 anos, é casado e tem uma filha. Comandou as Secretarias de Obras e Transportes da cidade. É atual prefeito de Osasco.

Em Diadema, com 330.918 pessoas aptas a votar, a segunda etapa da disputa eleitoral se dará entre o atual prefeito, Lauro Michels (PV), que teve 48,10% dos votos, e Vaguinho (PRB), com 21,85%. Lauro Michels tem 34 anos e é casado. Formado em direito, foi vereador e líder do PSDB na Câmara, seu antigo partido. Vaguinho tem 43 anos, é casado e pai de três filhos. Foi conselheiro tutelar e eleito vereador por três vezes seguidas.

Com 303.058 eleitores, Mauá tem no segundo turno o atual prefeito, o petista Donisete Braga, que recebeu 22,9% dos votos, e Átila Jacomussi (PSB), que obteve 46,73% dos votos. Átila Jacomussi tem 43 anos e é divorciado. Foi duas vezes vereador e administrou a autarquia de Saneamento Básico do município. É deputado estadual. Donisete Braga, 49 anos, é casado. Foi vereador por dois mandatos e deputado estadual. Atualmente, exerce o mandato de prefeito de Mauá.

ABC paulista

Duas cidades da região do ABC paulista, importantes economicamente pelas indústrias automobilísticas e pelo nascimento do movimento sindical, terão segundo turno. Em São Bernardo do Campo, 611.786 eleitores decidem entre Orlando Morando (PSDB), que teve 45,07% dos votos válidos, e Alex Manente (PPS), que obteve 28,41% do eleitorado. Apesar de ser o berço político do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o candidato do PT, Tacício Scoli, ficou em terceiro lugar, com 22,57% da preferência.

Orlando Morando (PSDB), 42 anos, é casado e tem dois filhos. É empresário do ramo varejista e vice-presidente da Associação Paulista de Supermercados. Exerce o seu terceiro mandato como deputado estadual. Alex Manente (PPS) tem 37 anos, é casado e tem duas filhas. Formado em direito, foi deputado estadual por duas vezes e exerce mandato de deputado federal. É presidente estadual do partido.

Ainda na região do ABC, Santo André tem 569.666 pessoas aptas a votar. No primeiro turno, o tucano Paulo Serra teve 35,85% de preferência do eleitorado. Carlos Grana (PT), que disputa a reeleição, vai para o segundo turno após ter conseguido 20,28% dos votos.

Paulo Serra (PSDB), 43 anos, é casado e tem uma filha. É professor universitário na área de direito. Atuou como vereador por duas vezes em Santo André. Também foi secretário de Obras e Serviços Públicos do município. Carlos Grana (PT), 50 anos, é casado e tem dois filhos. Foi ferramenteiro, atuou como dirigente sindical e como presidente da Confederação Nacional dos Metalúrgicos. Exerceu mandato de deputado estadual e é o atual prefeito de Santo André.

Interior

O interior paulista tem 1,89 milhão de votantes no segundo turno, disputado em seis municípios. Entre os destaques está Ribeirão Preto, cujo potencial econômico é a agropecuária, o cultivo de cana-de-açúcar, de milho e a criação de bovinos. Sorocaba tem economia diversificada, com destaque para as inovações do parque tecnológico.

Em Sorocaba, 458.334 pessoas decidem entre Crespo (DEM), que contou com 45,18% dos votos válidos no primeiro turno, e Raul Marcelo (PSOL), que obteve 25% da preferência. Crespo tem 61 anos, é casado e tem dois filhos. Formou-se em direito e engenharia elétrica, além de atuar como professor universitário no curso de direito. Foi três vezes deputado estadual e uma vez vereador. Raul Marcelo, 35 anos, é casado e tem dois filhos. É advogado e técnico em processamento de dados, tendo sido professor da rede pública estadual. Foi vereador e exerce mandato de deputado estadual.

Com 435.369 eleitores, Ribeirão Preto terá segundo turno entre Duarte Nogueira (PSDB) e Ricardo Silva (PDT). O primeiro obteve 39,86% da preferência e o segundo, 29,86% no primeiro turno. Nogueira, 52 anos, é engenheiro agrônomo e tem três filhos. Foi seis vezes deputado e três vezes secretário de estado. Também já atuou como presidente estadual do PSDB. Ricardo, 31 anos, é casado, graduado em direito e filosofia, com pós-graduação em sociologia. Atuou no Ministério Público Federal e no Fórum de Ribeirão Preto. Atualmente é vereador.

Em Jundiaí, a disputa é entre Luiz Fernando Machado (PSDB), que teve 47,02% dos votos e Pedro Bigardi (PSD), que continua na disputa pela reeleição após ter 26,69% dos votos. Estão registrados 290.278 eleitores. O advogado Luiz Fernando tem 38 anos, é casado e tem dois filhos. Foi vereador, vice-prefeito, deputado estadual e federal. Bigardi, 56 anos, é engenheiro, casado e tem uma filha. Com formação em engenharia civil, foi deputado estadual e é o atual prefeito da cidade.

Bauru terá eleição entre Clodoaldo Gazzetta (PSD), que teve 45,53% dos votos, e Raul (PV), que recebeu 30,61%. Votam 263.470 eleitores. Gazzetta é casado e tem uma filha. Formado em Biologia, foi secretário do Meio Ambiente de Bauru e assessor parlamentar. Raul tem 55 anos de idade, é casado e trabalha como médico. Atualmente é vereador.

Em Franca, a cidade famosa pela produção de calçados, os 231.871 eleitores vão escolher entre Sidnei Franco da Rocha (PSDB), que teve 45,9% dos votos, e Gilson de Souza (DEM), que obteve 22,56%. Sidnei, 73 anos, é casado, empresário, radialista e advogado. Foi vereador e três vezes prefeito de Franca. Gilson, 60 anos, casado, é técnico contábil e formado em direito. Foi vereador e exerceu três mandatos de deputado estadual.

Em Suzano, que tem 211.653 eleitores, a candidata da situação, Carminha (PSDB), também ficou de fora do segundo turno, após ter apenas 7,15% da preferência dos eleitores. A disputa fica entre Rodrigo Ashiuchi (PR) e Lacerda (PTB), que tiveram, respectivamente, 31,49% e 27,87% dos votos.

Rodrigo tem 37 anos, é casado e formado em engenharia de controle e automação. Foi candidato a vice-prefeito, a deputado estadual e assumiu a suplência como vereador. O biomédico Lacerda, 42 anos, é divorciado. Atuou como vereador por dois mandatos e também como presidente da Câmara dos Vereadores por duas vezes.

Única mulher

Na única cidade do litoral paulista com segundo turno, concorre também a única candidata mulher. Em Guarujá, onde votam 225.501 eleitores, a disputa fica entre Haifa Madi (PPS), que recebeu 43,17% dos votos no primeiro turno, e Dr. Valter Suman (PSB), com 23,70% da preferência.

Haifa tem 43 anos, três filhos e dois netos. Comerciante, foi deputada estadual. Entra na disputa no lugar do marido, que é ex-prefeito de Guarujá. O médico Valter, 57 anos, é casado e tem dois filhos. É servidor público municipal e foi vereador por duas vezes.

Sem resultado

Na cidade de Taubaté, o candidato à reeleição José Ortiz Júnior (PSDB) foi o mais votado no primeiro turno, com 74.589 votos, mais de 50% dos votos válidos. No entanto, Ortiz concorreu à eleição na condição de “indeferido com recurso”, por ter sido barrado pela Lei da Ficha Limpa.

Oficialmente, a cidade não teve resultado oficial. O Tribunal Superior Eleitoral TSE ainda definirá a situação do candidato, que diz ter entrado com recurso para tentar a reassumir a prefeitura.
Sitevip Internet