Olhar Direto

Quarta-feira, 28 de junho de 2017

Notícias / Esportes

Sede deste ano, MT conquista 13 medalhas nos Jogos Universitários Brasileiros

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira

14 Nov 2016 - 16:45

Foto: Junior Martins

Sede deste ano, MT conquista 13 medalhas nos Jogos Universitários Brasileiros
Sede do evento deste ano, Mato Grosso conquistou 13 medalhas no 64ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), que ocorreu neste mês, na Arena Pantanal, em Cuiabá, e em outras 16 praças esportivas instaladas na capital. 
 
Levantamento aponta que foram dois ouros no futebol virtual, dois bronzes no judô, um bronze na corrida de rua, um bronze no voleibol, um ouro e uma prata no basquete e duas pratas no futsal.

Leia Mais:
Ex-BBB que virou atleta paralímpico compartilha experiência com participantes dos jogos universitários em Cuiabá
 
Para o presidente da Federação Mato-grossense de Esporte Universitário (FMEU), Alexandre Bregunci, a primeira participação do futebol virtual nos jogos universitários foi histórica para o Estado de Mato Grosso, pois os dois ouros, um no masculino e outro no feminino, ficaram em ‘casa’. Segundo ele, MT também saiu de um ‘jejum’ de 19 anos sem pegar medalha no judô em JUBs, a última havia sido conquistada em 1996 por uma judoca feminina. 
 
“Nosso estado conseguiu um excelente resultado no JUBs. Foram o total de dez medalhas e, além disso, o basquete masculino e o feminino e o futsal masculino e o feminino conquistaram vaga para subir da 3ª para a 2ª divisão. Agora estão um passo mais próximo da 1ª divisão, que é onde estão os times mais fortes do país. E com certeza vão se empenhar muito para na edição seguinte terem ainda mais êxito ao representar Mato Grosso”, avalia Alexandre Bregunci.
 
Futebol Virtual
 
Luis Guilherme Costa Silva e Raphaella Letícia Costa Silva faturaram as duas medalhas de ouro do futebol virtual. Luis Guilherme venceu a final com o Futbol Club Barcelona por placar de 3x1 contra o Manchester City do paulista Marcos Ligori Filho, no Boulevard dos Atletas, uma área de convivência montada dentro da Arena Pantanal. E a prima dele, Raphaella Letícia garantiu o ouro pelo melhor rankeamento dos competidores do naipe feminino.
 
“Comecei o campeonato no grupo da morte com os jogadores mais fortes. Por isso, após vencer a primeira partida, perdi duas na sequência, mas ganhei o quarto jogo e consegui avançar. Só peguei adversário pedreira. O nível da competição foi bem alto, acima do que eu esperava. O momento mais complicado foi após as derrotas. Depois venci até o título. Agora vou descansar e retomar os estudos para compensar as horas gastas com o vídeo game”, diz Luiz Guilherme.
 
Judô
 
Agner Arthur Quintanilha ganhou duas medalhas de bronze no judô, uma na categoria peso pesado, com seus 142 quilos e 1.92 de altura, e outra no peso absoluto, em lutas realizadas no Palácio das Artes Marciais Iusso Sinohara, em Cuiabá. O jovem tem 21 anos, é faixa preta, treina junto com o judoca da seleção brasileira David Moura e venceu a disputa de terceiro do peso pesado em cima do paulista Victor Arnaldo Pereira com a técnica chamada Jiu-ji Gatame.
 
“Um primo meu foi morar com minha família quando eu tinha uns oito anos. Ele era um garoto muito arteiro que estava sempre em confusão. E eu acabei indo nessa onda dele. Daí minha mãe me colocou no judô com a intenção de me endireitar e isso deu certo. Hoje sou faixa preta, universitário e instrutor de judô em dois polos de um projeto social do Instituto David Moura. E aquele meu primo está preso numa penitenciária”, contou Quintanilha.
 
Corrida de Rua
 
A mato-grossense Elaine Gama levou medalha de bronze na modalidade de corrida de rua, feita no anel externo da Arena Pantanal. Ela correu 10 quilômetros em 42 minutos e 51 segundos, fez o trajeto de 10km em 12 voltas de 834 metros cada. Com um corpo pequeno e ágil, de 1.58 de altura e 49kg, cruzou a linha de chegada com uma diferença de apenas quatro minutos para o primeiro colocado da prova. Foi a segunda vez dela no JUBs, em 2014 havia ficado em 6º lugar.
 
“Conquistei o resultado graças a preparação física intensa feita pelo meu técnico, que é técnico da seleção brasileira de atletismo, Severino Santos. Com ele aprendi a correr cansada para adquirir resistência. Fazíamos treinos com percursos de longa distância e velocidade constante com a técnica de rodagem. Esse esporte precisa ter muito condicionamento físico”, disse Elaine.
 
Basquete Masculino
 
Mato Grosso levou ouro ao vencer nos últimos minutos de jogo o estado de Alagoas por placar de 54 a 49, nesse sábado (12.11), no ginásio do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), no centro de Cuiabá, em partida válida pela final da 3ª divisão do basquete masculino do JUBs. Com o resultado, além da medalha histórica, pois MT nunca havia ganho ouro no basquete masculino, ainda garantiram vaga para a 2ª divisão na próxima edição do evento. 
 
“Foi uma final difícil com altos e baixos durante os períodos. Eles ficaram na frente no placar quase todo jogo, mas no final do último tempo abrimos seis pontos e passamos a controlar o placar. Aí foi só uma questão de tempo para sairmos vitoriosos. E quando o jogo acabou os atletas se abraçaram e parte da torcida invadiu a quadra para comemorar o 1º título de basquete de Mato Grosso na história dos jogos universitários”, enfatizou o técnico, José Luiz Marcos.
 
Basquete Feminino
 
O basquete feminino subiu ao pódio para a medalha de prata após vencer a semifinal contra o estado do Maranhão por placar de 59x35 e perder a final para Goiás por 37x46, válida pela 3ª divisão do JUBs, no ginásio do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), no sábado (12.11), em Cuiabá. E, além da prata, garantiram a subida da 3ª para a 2ª divisão do basquete feminino universitário brasileiro. Resultado conquistado com uma equipe desfalcada. 
 
“Nossos adversários competiram com o time completo de dez meninas, cinco em quadra e cinco para substituições, mas nós viemos desfalcadas com apenas seis atletas. Tínhamos as cinco em quadra e apenas uma para substituição. E apenas quadro das nossas jogadoras são do basquete, duas deles são de outros esportes, uma do handebol e outra do atletismo, que vieram para nos ajudar. Mesmo assim conquistamos a prata”, falou Elisângela Regina Reis, pivô de 1.94 de altura.
 
Futsal Masculino
 
A equipe mato-grossense de futsal ficou com a medalha de prata após vencer a semifinal contra o Mato Grosso do Sul por placar de 6x2 e perder a final para a Paraíba por 3x2, no último sábado (12.11), pela 3ª divisão, no Palácio das Artes Marciais Iusso Sinohara, em Cuiabá. Resultado que marcou a história do futebol de salão de MT e ainda garante vaga para a 2ª divisão na próxima edição do evento universitário. 
 
Futsal Feminino
 
O time feminino de futsal de MT pegou a medalha de prata após vencer a semifinal contra Rondônia por placar de 2x1 e perder a final contra Amazonas por 5x0, no Palácio das Artes, pela 3ª divisão da modalidade na 64ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs). Agora sobem para a 2ª divisão do futsal feminino no evento de 2017.
 
Voleibol Feminino
 
Levou bronze ao vencer a disputa de 3º lugar contra o estado do Espírito Santo por três sets a dois e parciais de 23x25, 25x22, 25,19, 11x25 e 15x10, no sábado (12.11), ginásio da Escola Estadual Presidente Médici. 

Outras Vitórias:
 
O sucesso mato-grossense nos esportes esse ano não vem apenas das categorias universitárias, mas também dos adolescentes que obtiveram 18 medalhas nos  Jogos Escolares da Juventude 2016, realizados em João Pessoa, na Paraíba, entre 10 a 19 novembro. Nesta terça-feira (15) começam os jogos das modalidades coletivas de handebol, futsal, vôlei e basquete. Na primeira fase da competição, em setembro, que reuniu estudantes de 12 a 14 anos, Mato Grosso já tinha se destacado nas individuais ao conquistar igual quantidade de medalhas, 18.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet