Olhar Direto

Quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Notícias / Educação

PUC estuda implantar campus em Cuiabá e escolas maristas podem se instalar em Várzea Grande e Sinop

Da Redação - Lázaro Thor Borges

26 Nov 2016 - 15:13

Foto: Divulgação

Campus da PUCRS em Porto Alegres (RS)

Campus da PUCRS em Porto Alegres (RS)

O presidente organizacional da Pontifícia Universidade Católica (PUC) e das Escolas Maristas, Inácio Nestor Etges, afirmou nesta sexta-feira (25) que a entidade estuda implantar ao menos um campus da PUC em Cuiabá, além de escolas maristas em Sinop, Várzea Grande e na capital.

Leia mais:
Viagem de táxi do aeroporto ao centro de Cuiabá sai 280% mais cara que pelo Uber


A Rede Marista, entidade filantrópica ligada a igreja católica, planeja desde 2010 instalar unidades de ensino em Mato Grosso. A princípio, segundo Etges, a ideia era levar apenas as escolas maristas ao estado. No entanto, o governo do Estado teria solicitado que a entidade estudasse instalar também uma unidade de ensino superior.

“Essa conversa, ela começou três anos atrás. Em que surgiu a oportunidade uma possibilidade de nos estabelecermos em Mato Grosso. Os estudos evoluíram, fizemos pesquisas em várias cidades, tínhamos no começo seis cidades e no final as que estão em vista é Cuiabá, Várzea Grande ou Sinop.”, falou Inácio durante reunião na Assembleia Legislativa, a primeira a ser realizada para discutir a questão. 

Grupo técnico

Apesar da esperança do projeto ser concretizado, os gestores da União Brasileira de Educação e Assitência (Ubea) - entidade mantenedora da PUC e do colégio marista – não confirmam como certa a consolidação da ideia.

Sobre o assunto, o prefeito eleito de Cuiabá, Emanuel Pìnheiro (PMDB), afirmou que deve montar um grupo técnicno entre membros da entidade e do governo do estado para discutir os detalhes de uma possível vinda da PUC à capital.

“O meu objetivo é trazer a universidade e os centros educacionais. Por isso vamos instalar esse grupo técnico para dar sequência ao projeto. Não tem uma data ainda, mas é através da Federação das Indústrias que poderemos organizar esse grupo técnico”, afirmou Pinheiro. 
 

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Antonio Carlos Candia Junior
    12 Jun 2017 às 03:08

    O governo da dinheiro para a Igreja Universal construir templos, deve ter dinheiro para bancar essa grande universidade. O futuro de Mato Grosso e de Cuiabá estão em suas maos..

  • bruno marcelo de lima pereira
    28 Nov 2016 às 11:28

    seria muito bom ter um polo da puc ,umas das mais complicadas de entrar nela,espero que venha ,sim estou formando em enfermagem e que sabe não faço minha outra faculdade na puc se isso de certo

  • Domingos Tabajara
    28 Nov 2016 às 09:26

    O melhor seria esforços do Governo Municipal, Estadual e Bancada para instalarem um escritório da Fiocruz em Cuiabá. Precisamos acabar com essa história de expansão desenfreada de vagas para o ensino Superior, ainda mais quando se tratar de ensino privado ou comunitário pagos.

  • everton
    28 Nov 2016 às 09:19

    É incrível!!! POR QUAIS RAZÕES NÃO JUNTAM FORÇAS POLÍTICAS E INSTALAM A UNEMAT NA CAPITAL? CURSOS GRATUITOS E DE QUALIDADE PARA A POPULAÇÃO, MAS NÃO NEH...TEM QUE AJUDAR COM INCENTIVOS FISCAIS OUTRAS INSTITUIÇÕES!

  • Robert Moreira
    26 Nov 2016 às 16:23

    Muito bom, porém, Emanuel Pinheiro poderia dar aulas de direito na PUC, e nestas "aulas", ensinar como se aposenta aos 32 anos em um país que está com a previdência falida e o povo a beira de passar fome. No mais, toda entidade educacional é bem vinda a capital e ao estado.

  • Maurício Reis
    26 Nov 2016 às 15:34

    Que bom. Fui aluno marista em Brasília. Só espero que implante estas faculdades pela região do CPA ou dos florais.Nao é possível admitir a implantação de cursos superio na Região da beira rio. Grande parte dos alunos tem que cruzar a cidade toda pra chegar ali. O trânsito está saturado. Minha gente isto chama-se planejamento Urbano...copiou!

Sitevip Internet