Olhar Direto

Quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Notícias / Cidades

Governo deve acionar empresa na Justiça por problemas em obra de quase R$ 8 milhões

Da Redação - Wesley Santiago

07 Jan 2017 - 17:01

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Governo deve acionar empresa na Justiça por problemas em obra de quase R$ 8 milhões
O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cidades (Secid), deve acionar a empresa Ster Engenharia na Justiça por conta de problemas encontrados na obra da trincheira Ciríaco Cândia, localizada entre as avenidas Miguel Sutil e Ciríaco Cândia. Segundo o relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), apresentado em dezembro, existe uma grande quantidade de água minando no local.

Leia mais:
Obras fecham trincheira Ciríaco Cândia neste final de semana

“A drenagem feita na parte de trás da cortina foi serviço feito pela Ster Engenharia. Pela concepção do projeto, a drenagem na parte traseira da cortina seria feita pelos barbacãs e, com o tempo, haveria o rebaixamento do lençol freático. Entretanto, a água ainda “mina” em grande quantidade na região, o que indica que não houve rebaixamento do lençol. A Secid intenciona acionar judicialmente a empresa Ster Engenharia, de modo a verificar se a mesma executou o que estava previsto no projeto e para correção das eventuais falhas”, diz trecho do relatório.
 
Vale ressaltar que o contrato com a Ster Engenharia foi rescindido pelo governo. Quem atualmente toca a obra é a Métrica. A Procurador Geral do Estado (PGE) também “está propondo uma Ação de obrigação de fazer junto empresa Ster Engenharia para correção de não conformidades atribuídas a esta”, segundo o relatório do Tribunal de Contas do Estado.
 
Um dos serviços incluídos na obra foi o tratamento das juntas, por meio de injeção de poliuretano (PU) e a confecção de uma canaleta, na intersecção da cortina com o solo, para a coleta de água, já que o lençol freático existente no local é alto. A canaleta tem como função evitar que a água vá para a pista de rolamento da trincheira, o que vinha ocorrendo com frequência na época das chuvas.
 
A construção está orçada em R$ 7,7 milhões. A empresa Métrica Construções retomou os trabalhos na trincheira na segunda quinzena de outubro, cumprindo os prazos estabelecidos pelo Termo de Ajustamento de Gestão (TAG), firmado entre o Governo de Mato Grosso, empresas e o Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), para conclusão dos projetos da Copa do Mundo de 2014.
 
As investigações da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das obras da Copa do Mundo de 2014 apontaram má aplicação de aproximadamente R$ 541 milhões, recursos que precisam retornar aos cofres públicos. Entre as irregularidades constadas estão fraudes em licitações, com a realização de "jogos de planilhas", estratégia em que serviços que não seriam executados eram inclusos nos projetos e tinham seus preços abatidos como forma de compensar os valores superestimados de outros serviços essenciais às obras em questão.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ilço
    08 Jan 2017 às 00:56

    Existe um erro de concepção de projeto. Barbacãs não são indicados para rebaixamento do lençol de água, mas sim DHP,s, ou seja, drenos horizontais profundos.

  • Luiz Otavio
    07 Jan 2017 às 19:30

    essa Metrica esta desde o inicio da obra,precisa ser responsabilizada tambem

  • Guedes
    07 Jan 2017 às 18:45

    Colocaram esta calha que não resolveu nada , mesmo sem chover continua escorrendo agua na pista e a calçada toda quebrada uma vergonha e ainda sem contar vc entra na rotatoria tem duas pistas e ao final se transforma em uma pista só sacanagem com o dinheiro publico.....

Sitevip Internet