Olhar Direto

Sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Notícias / Ciência & Saúde

MT recebe 50 mil doses de vacina contra HPV que também será aplicado em meninos

Da Redação - Naiara Leonor

06 Jan 2017 - 15:04

Foto: Reprodução

MT recebe 50 mil doses de vacina contra HPV que também será aplicado em meninos
Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, 59 mil doses foram enviadas para todo o estado de Mato Grosso e 5 mil para a cidade de Cuiabá. Esta nova fase de vacinação ampliada contra o vírus HPV é direcionada primeiramente aos meninos com idade de 12 e 13 anos, que segundo dados do IBGE de 2010 eram mais de 9 mil na capital mato-grossense.

Leia mais:
Criança de sete anos precisa de coração novo e Cuiabá é uma das cidades para possível doação

A vacinação contra o ‘papilomavírus humano’, conhecido como vírus HPV já esta disponível em Mato Grosso também para meninos. Antes direcionada apenas as meninas na rede pública de saúde, a vacina gratuita está sendo bem aceita e procurada nos postos de Cuiabá para aplicação nos meninos.  

De acordo com a organização de vacinação proposta pelo Ministério da Saúde, meninos de 09 a 13 anos serão vacinados gradualmente até 2020. A inclusão deles no programa de vacinação contra o HPV foi recomendada pelas Sociedades Brasileiras de Imunizações (SBIm) e de Pediatria. Entre os benefícios da vacina para os meninos está a proteção contra o câncer de pênis, garganta, ânus, verrugas genitais e problemas também relacionados ao vírus.

No posto de saúde do Pico do Amor, em Cuiabá, a enfermeira Adriele Venâncio conta a reportagem do Olhar Direto que os pais estão conscientes da importância da vacinação. “Aqui sempre foi bem movimentado na busca das vacinas contra o HPV, os pais sabem que é importante, tanto que em alguns postos ficamos sabendo que já acabou, mas nunca falta porque é feito o remanejamento e há reposição em caso de falta”, explica a enfermeira.

Apesar da consciência dos pais, a enfermeira diz que os adolescentes não se mostram tão por dentro do assunto quando se fala em doenças que a iniciação sexual pode trazer, como o HPV. “Eles vem porque os pais mandam mesmo, a maioria não sabe por que da vacina”, comenta Adriele.

28,7% dos alunos do 9º ano, faixa etária que recebe a vacinação contra o HPV, já tiveram pelo menos uma relação sexual. Dentre os meninos são 40,1% os que já fizeram sexo e as meninas 18,3%, todos dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), realizada pelo IBGE em 2012.

A procura pela vacina vem crescendo, mas ainda é baixa segundo a Secretaria de Estado de Saúde. Dados preliminares de 2016 mostram que foram aplicadas 21.498 doses, somando a 1ª e a 2ª dose em meninas, enquanto a população delas em Mato Grosso na faixa etária de vacinação é de mais de 137 mil.

A vacinação contra HPV

A partir deste ano, as meninas que chegaram aos 14 anos sem a vacina também poderão se vacinar. A vacinação também será estendida ainda para os homens que vivem com HIV na faixa etária dos 9 aos  26 anos. Antes, só as mulheres com HIV desta faixa etária podiam se vacinar gratuitamente. Nesse caso, o esquema vacinal é de três doses.

Confira as mudanças nos esquemas de vacinação contra o HPV:

-2 doses com intervalo de 6 meses para meninas de 9 a 14 anos

-3 doses com intervalo de dois e seis meses para mulheres com HIV entre 9 e 26 anos

-2 doses com intervalo de 6 meses para meninos de 12 a 13 anos

-3 doses com intervalo de dois e seis meses para homens com HIV entre 9 e 26 anos
 
O vírus

O HPV é um vírus que pode causar câncer do colo do útero e verrugas genitais. Ele é altamente contagioso, e a sua transmissão acontece principalmente pelo contato sexual.

A vacina distribuída no SUS é quadrivalente, isto é, protege contra quatro tipos de HPV: o 6, o 11, o 16 e o 18. Dois deles (o 6 e o 11), estão relacionados com o aparecimento de 90% das verrugas genitais. Os outros dois (o 16 e o 18) estão relacionados com 70% dos casos de câncer do colo do útero.

Além da vacina, a prevenção contra esse tipo de câncer inclui o exame Papanicolau, que identifica possíveis lesões precursoras do câncer que se detectadas e tratadas precocemente, evitam o desenvolvimento da doença. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet