Olhar Direto

Segunda-feira, 29 de maio de 2017

Notícias / Política MT

Emanuel formula ações para garantir controle financeiro e manter serviços funcionando

Da Redação - Jardel P. Arruda

09 Jan 2017 - 17:51

Foto: Tchélo Figueiredo / Secom - Cuiabá

Emanuel formula ações para garantir controle financeiro e manter serviços funcionando
O prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) se reuniu com o Comitê de Eficiência dos Gastos Públicos na manhã desta segunda-feira (09) para discutir propostas e estabelecer medidas voltadas para assegurar o controle econômico-financeiro do município. O foco é garantir o pleno funcionamento dos serviços prestados e a regularidade dos pagamentos a fornecedores e servidores.

Leia mais:
Wilson Santos negocia com prefeitos isenção de R$ 200 mi em impostos para retomada do VLT

“Equilíbrio fiscal, abrangendo todos os setores municipais é o principal foco do Comitê de Eficiência dos Gastos Públicos”, reafirmou o prefeito. “Precisamos criar a cultura da economia, adotando posturas que partam desde medidas simples, como a redução do consumo de energia, até ações de grandes proporções que englobam gastos maiores na máquina pública. Todo e qualquer posicionamento que imprima equilíbrio surtirá efeitos prolongados na administração da nossa Capital, uma vez que em se tratando de órgão municipal, despesas consideradas relativamente pequenas tomam dimensões mais amplas”, completou.

Essa foi a primeira reunião do comitê, composto pelos titulares das pastas de Fazenda, Gestão, Governo e Comunicação, Planejamento, Controladoria Geral do Município e Procuradoria Geral do Município. Foram estabelecidas metodologias de trabalho e frentes de abordagem, além de alinhar a sistematização das ações futuras.  

Segundo informações da assessoria de imprensa, o prefeito reiterou a importância de acompanhar todos os gastos do órgão municipal previamente. Segundo Emanuel, este cuidado logo nas primeiras ações desenvolvidas pelo comitê vai certificar que as metas de redução de despesas sejam cumpridas, sem afetar o funcionamento adequado da Prefeitura.

Para o secretário municipal de Governo e Comunicação e presidente do núcleo, Carlos Roberto da Costa, é imprescindível garantir o andamento contínuo dos serviços prestados e manter as obras e os investimentos públicos indispensáveis ao incremento da economia local, o que será apenas possível estipulando metas de contenção, com um acompanhamento clínico.
 
“A crise nacional em que estamos inseridos dificulta o aumento da receita e ainda que a pasta de Fazenda trabalhe em prol disso, controle é a palavra de ordem neste período. Ao falarmos de eficiência de gastos públicos, vamos além do simples ‘cortar despesas’, atuando também de maneira mais analítica, avaliando os desperdícios, eliminando-os ou readequando-os quando necessários, além de otimizar os recursos que já temos, cuidando para que a população não sinta os reflexos que outras capitais já têm sentido”, concluiu.
 
A primeira reunião do comitê também contou com a presença do vice-prefeito Niuan Ribeiro e dos secretários municipais Antônio Roberto Possas de Carvalho (Fazenda), Rafael de Oliveira Cotrim Dias (Gestão), Jesus Lange Adrien Neto (Planejamento), Nestor Fidelis (Procuradoria Geral do Município) e Marcus Antônio de Souza Brito (Controladoria Geral do Município).
 

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Anônimo
    09 Jan 2017 às 21:51

    Quero ver agora MONOCELHA, ja ja tua vidraça estará estilhaçada... Todo dia que usava a tribuna era pra bater em Pedro Taques... vamos ver agora o quanto vc aguenta "apanhar"!

  • Justo
    09 Jan 2017 às 20:27

    Durante os dois primeiros anos do governador Pedro Taques esse Emanuel Pinheiro so fez criticar o governo Taques, ele fazia de conta que não enxergava a situação crítica do país, apoio a greve dos funcionários públicos do estado Juntamente com os sindicatos pelo pagamento do RGA integral, agora como gestor Municipal está vendo a realidade como administrar a cidade em tempos de crise, e ainda vem mais coisa por aí e só aguardar, em maio próximo tem RGA dos servidores municipais, agora quero os sindicatos como vai agir, já que ele foi eleito com apoio da classe sindical.

  • joao
    09 Jan 2017 às 20:10

    MANÉ GOGÓ

  • Ademir
    09 Jan 2017 às 18:50

    E os buracos tomando conta das ruas e avenidas da capital, voltando nesta gestão a ser um planeta Marte, cheio de buracos!!! Fora a sujeira nas ruas, cadê os garis!!!

  • Moreira
    09 Jan 2017 às 18:16

    Risos pro circo do Monocelha

Sitevip Internet