Olhar Direto

Quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Notícias / Política MT

Além de Muller, Kleber e Gallo, mais cinco ex-secretários de Mendes devem ser aproveitados no governo Taques

Da Redação - Lucas Bólico

10 Jan 2017 - 11:03

Além de Muller, Kleber e Gallo, mais cinco ex-secretários de Mendes devem ser aproveitados no governo Taques
O Governo do Estado deve incorporar no seu staff mais cinco ex-secretários de Cuiabá da gestão do ex-prefeito Mauro Mendes (PSB), além dos já confirmados Guilherme Muller, Kleber Lima e Rogério Gallo, que respectivamente assumem no Paiaguás as pastas de Planejamento, Comunicação e a Procuradoria-Geral do Estado.

Leia também:
Paulo Taques sai na defesa de Mendes e garante caráter social de obras no Porto e Parque das Águas
 
Em entrevista à rádio Capital FM na manhã de hoje, o secretário Paulo Taques afirmou que existem conversas bem adiantadas para que passem a compor o governo os ex-secretários Thiago França (Mobilidade Urbana), Alan Porto (Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), João Batista (Governo e Comunicação), Beto Dois a Um (Cultura) e Beto Corrêa, que foi secretário de Governo antes da reforma administrativa de Mauro Mendes.
 
Thiago França deve ser aproveitado na secretaria de Cidades por Wilson Santos (PSDB). Alan Porto e João Batista estão com conversas adiantadas para integrarem a equipe da Secretaria de Educação.
 
De acordo com Paulo Taques, as alterações contemplam o PSB, partido de Mauro Mendes. Ele conta que na noite de ontem conversou com representantes da legenda, em reunião na Casa Civil. Estavam presentes o deputado estadual Eduardo Botelho, deputado estadual Max Russi, deputado federal Fábio Garcia e o secretário Suelme Evangelista. “Na minha avaliação o Mauro entregou Cuiabá muito melhor do que encontrou”, opinou Paulo Taques. “E alguns nomes lá fizeram trabalhos reconhecidamente de sucesso”, completou.
 
O chefe da Casa Civil também comentou a cobrança do PSD por mais espaço no governo. Taques garante que com relação ao partido do vice-governador Caros Fávaro as conversas ainda estão apenas no começo. “Eu preciso esperar mais um pouco para poder dizer quais são esses nomes”.
 
O secretário lança mão de uma metáfora futebolística para explicar o momento de adequações pelo qual o Estado vem passando. “[Terminamos] o primeiro tempo do jogo, terminamos o intervalo e estamos voltando para o segundo tempo. Nós precisávamos de um olhar muito mais técnico e interno e voltado para dentro nesses dois primeiros anos pra que nós pudéssemos organizar muitas coisas que nós herdamos desorganizadas. Isso é absolutamente natural e sem dúvida a vinda de esses novos atores para esse cenário que o governador está criando, com o deputado Wilson Santos e o deputado Max Russi, eles dão, não tenha duvida disso, um caráter mais político porque eles são agentes políticos pela própria essência do termo”.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Contribuinte
    10 Jan 2017 às 15:05

    Um governo que não mostrou a que veio e já tá se articulando para a reeleição em 2018. Esse país não tem solução!

  • Deovaldo
    10 Jan 2017 às 14:34

    Como faço para ser amigo do REI e ficar pulando de cabide em cabide ? como os camaradas,,,será que a inovação é uma velha tática para abrigar coreligionários, me ensinem como fazer, alem de puxar muito saco

  • Iron Horse
    10 Jan 2017 às 14:23

    Chama logo também o ex-Prefeito Mauro Mendes para chefiar o Governo.

  • Servidor Público Estadual
    10 Jan 2017 às 13:01

    O GOVERNO PEDRO TAQUES VIROU REALMENTE UM CABEDAL DE EMPREGOS ONDE COMISSIONADOS EXCLUSIVAMENTE FAZEM A FARRA. E DEPOIS CULPA O POBRE DO SERVIDOR PÚBLICO CONCURSADO PELO INCHAÇO DA FOLHA COM SEUS APANIGUADOS POLÍTICOS.

  • jr cesar
    10 Jan 2017 às 12:50

    NÃO ENTENDO, 02 ANOS TUDO PAROU, NOTÍCIAS UM TANTO DESCOMEDIDAS (70 MI PARA SAÚDE: ISSO NEM DARÁ PARA PAGAR OS RESTOS A PAGAR DA SAÚDE, DEVENDO DE TUDO DENTRO DA SAÚDE). A POLÍTICA ANTES MESMO DE UM GOVERNO CHEGAR A METADE JÃ ESTÃO SE MOVIMENTANDO PARA PERMANECER NESSE, E SEUS ASSECLAS JUNTOS FORMANDO UM BLOCO DE GESTÃO DE MASSA DE MANOBRA DE VOTOS ARREGIMENTADOS DE TODAS AS FORMAS POSSÍVEIS....SÓ DEUS NA CAUSA, TEM DE CAIR ESSA NUVEM NEGRA QUE ESTÃ EM NOSSO ESTADO E EM NOSSO MUNICÍPIO

  • Contribuinte
    10 Jan 2017 às 12:28

    O SINE está movimentado nesse início de ano.

  • Paulo
    10 Jan 2017 às 11:18

    O governador deveria era chamar o Ex secretario de Saúde de Cuiabá Ary soares para comandar a saúde do estado de MT com certeza resolveria todos os problemas, competência o Ary tem de sobra, seria o melhor secretario deste Governo.

Sitevip Internet