Olhar Direto

Quarta-feira, 29 de março de 2017

Notícias / Cidades

Projeto para solucionar alagamentos em Campo Novo deve ser entregue em 45 dias

Da Redação - Wesley Santiago

16 Fev 2017 - 09:25

Foto: Secid

Projeto para solucionar alagamentos em Campo Novo deve ser entregue em 45 dias
A equipe técnica da Secretaria de Estado das Cidades (Secid) já iniciou o projeto para solucionar o escoamento de águas da chuva em Campo Novo do Parecis (444 km de Cuiabá). O projeto será elaborado com base em levantamentos topográficos, iniciados nesta quarta-feira (15.02). Esse trabalho definirá o perfil do terreno e a melhor medida para o local. Os trabalhos devem durar 45 dias úteis.

Leia mais:
Água sobe e deixa bares e casas debaixo d'agua na Grande Cuiabá; fotos e vídeo

Segundo a assessoria de imprensa da Secid, o grupo da pasta é acompanhado e auxiliado por engenheiros e topógrafos do município. A expectativa é que o projeto seja finalizado em 45 dias úteis, contados a partir da próxima semana. O secretário-adjunto de Obras Públicas, Ernesto Negretti (engenheiro civil) e a superintendente de Saneamento, Denise Duarte (engenheira sanitarista), estão acompanhando os levantamentos de dados para darem início ao projeto.
 
A intenção do projeto será dar um novo encaminhamento para a água, já que o curso natural foi interrompido pelas plantações de soja e milho na região. “Por determinação do governador Pedro Taques e do secretário Wilson Santos, viemos para Campo Novo realizar esse primeiro levantamento de dados e apresentar alternativas definitivas para o problema o mais rápido possível”, explicou Negretti.
 
O prefeito Rafael Machado seguiu a comitiva em parte da visita ao bairro Jardim das Palmeiras, que está inundado desde sábado (11.02). Ele agradeceu a contribuição ágil do Governo de Mato Grosso e o empenho em solucionar definitivamente o problema. “É gratificante ver a resposta rápida do Governo em trazer essa ajuda a Campo Novo do Parecis. Mais impressionante ainda foi a visita do governador e do secretário Wilson Santos, preocupados em resolver de vez o problema do alagamento. E provam isso com a chegada dos técnicos e início dos trabalhos na cidade. Só tenho a agradecer”, ressaltou o prefeito.
 
Os trabalhos no município devem continuar até o próximo sábado (18.02), quando os engenheiros voltam para Capital para elaboração do projeto definitivo.
 
Entenda
 
Em menos de 48 horas, choveu em Campo Novo do Parecis mais do que o previsto para o mês todo. Foram 310 milímetros de chuva e três mil pessoas atingidas pelo alagamento em 750 residências.
 
Medidas humanitárias emergenciais foram iniciadas na segunda-feira (13.02) pela Defesa Civil estadual, com ajuda do Corpo de Bombeiros Militar e voluntários. Roupas, colchões, água, alimentação e materiais de higiene estão sendo distribuídos ao longo da semana.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • decepicionada
    16 Fev 2017 às 22:40

    Segundo a reportagem, esta situação só ocorreu devido a descaracterização, pela agricultura, do curso natural das águas. Agora o estado (nós contribuintes) deverá realizar obras para mitigar o impacto da agricultura irresponsável.? Cadê os órgãos ambientais, o MP? Campo Novo cidade tão rica....

  • cidadão mato grossense
    16 Fev 2017 às 14:13

    Int que o vice governador está fazendo na Semail que permitiu que o curso de água fosse interrompido? Me parece que a Semail é apenas cabide de emprego.

Sitevip Internet