Olhar Direto

Quinta-feira, 30 de março de 2017

Notícias / Cidades

Após morte de aluno soldado bombeiro, tenente acusada de cometer excessos é ouvida pela DHPP

Da Redação - Patrícia Neves

16 Fev 2017 - 17:55

Após morte de aluno soldado bombeiro, tenente acusada de cometer excessos é ouvida pela DHPP
A tenente do Corpo de Bombeiros Isadora Ledur prestou depoimento na tarde de hoje,16, para a delegada Juliana Palhares, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A oficial era a pessoa responsável pelo treinamento do soldado Rodrigo Claro, de 21 anos, que faleceu em 16 de novembro. 

Leia Mais:
Corregedoria conclui inquérito que apura morte de aluno soldado mas não divulga resultados

A Polícia Civil apura se os excessos cometidos durante o treinamento causaram a morte do jovem. A oitiva iniciou-se por volta das 15h30 e terminou às 19h. A tenente saiu sem falar com a imprensa e sua defesa também preferiu manter sigilo.

A militar  é acusada pela família de Rodrigo de torturar o jovem e causar-lhe uma hemorragia cerebral que resultou em sua morte cinco dias após as aulas na Lagoa Trevisan, palco do treinamento.



Após o treinamento ele procurou ajuda médica na Policlínica do Verdão onde sofreu duas convulsões e posteriormente terminou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) vindo a falecer por volta de de 1h40 de 16 de novembro. 

Em depoimento prestado em novembro à Polícia, Jane Patrícia Lima Claro, mãe de Rodrigo confirmou os relatos do filho com relação a uma postura mais rígida da Tenente Isadora Ledur. Ao Olhar Direto ela disse acreditar que a militar tenha cometido excessos, mas que não a condenará sem que o caso seja esclarecido pela corregedoria da instituição ou pela Polícia Civil.
 

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • TO DE OLHO
    17 Fev 2017 às 08:11

    Depois falam que é uma instituição séria! Fala sério!!!!

  • Julião Petruquio
    17 Fev 2017 às 07:59

    A justiça só é cega ao enxergar os pobres. Aos ricos, ela enxerga.

  • WILLIAN COSTA
    17 Fev 2017 às 03:08

    Mais um agente público que se acha acima da lei.

  • Cuiabano porreta
    17 Fev 2017 às 01:26

    o triste de tudo isso é o corporativismos secular que ainda impera no.militarismo..isso só traz impunidade ..o corpo de bombeiros se portou de forma vergonhosa talvez porque sempre cometeram excessos porem.dessa vez foram.longe demais ..teve um.assassinato..alguem foi culpado

  • Cuiabano porreta
    17 Fev 2017 às 01:26

    o triste de tudo isso é o corporativismos secular que ainda impera no.militarismo..isso só traz impunidade ..o corpo de bombeiros se portou de forma vergonhosa talvez porque sempre cometeram excessos porem.dessa vez foram.longe demais ..teve um.assassinato..alguem foi culpado

  • José
    16 Fev 2017 às 22:45

    Quando os envolvidos na morte do Soldado Abinoão Oliveira, que ocorreu em 2010, serão expulsos da Polícia Militar? No tocante à morte do Aluno Rodrigo Claro, é preciso punir os envolvidos de forma severa! Entendo que devem ser expulsos do Corpo de Bombeiros.

  • Marcos Toledo
    16 Fev 2017 às 20:59

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet