Olhar Direto

Quinta-feira, 30 de março de 2017

Notícias / Cidades

Defesa Civil vê risco de desbarrancamento e interdita ponte do rio Coxipó; filas se formam

Da Redação - André Garcia Santana

17 Fev 2017 - 07:48

Foto: Reprodução/Secom- Cuiabá

Defesa Civil vê risco de desbarrancamento e interdita ponte do rio Coxipó; filas se formam
Em decorrência das fortes chuvas e do aumento no volume de água, aponte sobre o Rio Coxipó, Professor Benedito Figueiredo, que interliga o bairro Jardim Califórnia – Beira Rio, com a avenida Engenheiro Quidauguro Fonseca, no bairro Coophema, foi interditada por tempo indeterminado na noite de quinta-feira. A Prefeitura, por meio da Defesa Civil, informou que a ponte não apresenta problemas na estrutura, todavia já estava sendo monitorada pelos engenheiros técnicos por processo de “desbarrancamento” iniciado ano passado. A situação causa engarrafamento na avenida Fernando Corrêa da Costa. A fila de carros seguia, durante o início da manhã, da Ricardo Eletro até a avenida Palmiro Paes de Barros. 

Leia mais:
Chuvas fazem 14 cidades de MT comunicar estado de emergência;

Segundo o coordenador do órgão, Paulo Wolkmer, a ponte teve a situação piorada devido à cheia no Rio Coxipó - alertada pela Defesa na última terça-feira (14). “Em função da cheia, de ontem para hoje constatamos acréscimo no desbarrancamento. Nesta quinta-feira (16), após diversas aferições e monitoramentos realizados no local, a Defesa Civil concluiu que após ás 20h, quando estão prevista novas chuvas, a ponte poderá sofrer novo desbarrancamento e ter sua cabeceira destruida”, frisou o coordenador.  

A prefeitura de Cuiabá que já estava em alerta, informou que além da Defesa Civil, a secretaria de Mobilidade Urbana – Semob está na ponte e irá desviar o trânsito para a Fernando Corrêa da Costa e Beira Rio. Segundo o Diretor de Trânsito da Semob, Michel Diniz, a orientação é para que aos motoristas não trafeguem em direção ao local, ressaltou também que Agentes de Trânsito já estão na ponte e permanecerão até as 00h retornando às 6h da sexta-feira (17). O objetivo é que a segurança dos condutores seja garantida.

“A interdição acontecerá pontualmente no horário já especificado e os agentes se manterão em atividade orientando e desviando os condutores para que não ocorra nenhum acidente no local”, pontuou.

De acordo com o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), as secretarias de Meio Ambiente e Obras, também estão à disposição para prestar os atendimentos necessários, visando sempre o cuidado com o cidadão. Ele ainda enfatizou que embora a interdição seja por tempo indeterminado, não poupará esforços para que o mais breve possível a ponte seja devolvida aos cuiabanos.

“Já estávamos em alerta, agora redobraremos os cuidados. Estamos em um dos períodos mais chuvosos do ano e essa interdição demonstra que a Defesa Civil está a postos para impedir que o pior aconteça. Agora garanto que iremos trabalhar com afinco para a população receba esse ponto de acesso om mais breve possível sem que ela represente risco para a população cuiabana”, disse.

As fortes e constantes chuvas que caem em todo o estado de Mato Grosso fizeram com que 14 cidades comunicassem estado de emergência. Com base no monitoramento do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden) e Agência Nacional das Águas (ANA), parceiros da Defesa Civil, nos 12 primeiros dias de fevereiro foram registrados em média 150 milímetros de chuva, volume superior ao mesmo período do ano passado.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • TEDA
    17 Fev 2017 às 10:10

    Mais uma obra do sinval, como muitas outras, e nos sabemos o motivo, destas obras mal feitas

  • Elvis Crey
    17 Fev 2017 às 08:47

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Margarida
    17 Fev 2017 às 08:43

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Ademir
    17 Fev 2017 às 08:31

    Para que está interditando uma ponte se Cuiabá através de seu Prefeito não decretou até hoje como as 14 cidades o estado de emergência, ou é devagar, ou é omisso!!

Sitevip Internet