Olhar Direto

Sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Notícias / Esportes

Governo corre contra o tempo para tentar viabilizar jogo entre Corinthians e Luverdense na Arena Pantanal

Da Redação - Lázaro Thor Borges

02 Mar 2017 - 16:41

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Governo corre contra o tempo para tentar viabilizar jogo entre Corinthians e Luverdense na Arena Pantanal
A equipe técnica da Secretaria Adjunta de Esportes de Mato Grosso corre contra o tempo para tentar adequar a estrutura da Arena Pantanal às exigências feitas pela Vigilância Sanitária e o Corpo de Bombeiros para a liberação de eventos no Estado. Sem os laudos destes dois órgãos, a Arena não poderá receber o jogo entre Corinthians e Luverdense, marcado para o dia 9 deste mês.

Leia mais:
Falta de laudo faz Arena Pantanal perder jogo do São Paulo e partida é transferida para Londrina


O Luverdense já demonstrou interesse em mandar o jogo em Cuiabá. Apesar disso, o sorteio realizado pela CBF nesta quarta-feira (02) indica o Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde, como local da partida pela Copa do Brasil. A assessoria da Seduc (onde a Secretaria Adjunta de Esportes está lotada) não soube informar quais são as melhorias de segurança que precisam ser feitas no estádio.

A previsão é de que o Governo tenha uma resposta sobre a realização ou não da partida até amanhã (02). Caso a Arena não seja readequada esta será a segunda vez que Cuiabá perde um jogo de proeminência nacional por conta da falta de segurança.

No dia 20 de fevereiro, a CBF vetou o jogo que seria realizado entre São Paulo e PSTC pela Copa do Brasil no estádio por conta da falta de laudos. Na ocasião, o Governo também tentou corrigir os erros e atender as exigências de segurança. Em nota, a Secretaria Adjunta de Esporte informou que Cuiabá não “correria o risco” de perder a partida e que os laudos já estavam sendo processados.

Problemas na Arena Pantanal

Os principais problemas da Arena atualmente são estruturais. O Governo ainda não conseguiu que a empresa responsável pelo estádio encerra a obra. O contrato está judicializado e as obras não tem previsão de retomada. O custo de manutenção também é um grande problema, uma vez que o Governo precisa gastar algo em torno de R$ 600 mil por mês para manter o local em boas condições.

Atualmente as partidas que ocorrem pelo campeonato estadual são realizadas através da liberação de laudos formulados pela prefeitura. A CBF, no entanto, possui outros critérios, fiscalizados por uma Gerência de Segurança da entidade.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Julião Petruquio
    03 Mar 2017 às 08:03

    O maior problema da Arena é ELA. Com a proibição de vendas de mandos de jogos no brasileirão este estádio vai sucumbir. Os órgãos liberam a arena para jogos do fraquíssimo campeonato estadual como???? Estes problemas acontecem desde a copa do mundo. Não conseguem administrar o DUTRINHA como vão administrar um estadio deste porte.

  • JOSE DOS SANTOS
    03 Mar 2017 às 07:24

    Estádio legado da copa do mundo? Ou largado da copa do mundo?Não , não acredito que este estádio tem apenas 03 anos de inauguração.

  • José Pereira
    02 Mar 2017 às 19:06

    Quer dizer que pra copa deram um jeitinho?

  • José Pereira
    02 Mar 2017 às 19:06

    Quer dizer que pra copa deram um jeitinho?

Sitevip Internet