Olhar Direto

Segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Notícias / Esportes

Apoiado por presidentes, Aron Dresch promete credibilidade se assumir federação: “Objetivo é atrair parceiros”

Da Redação - Wesley Santiago

12 Mar 2017 - 10:38

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Apoiado por presidentes, Aron Dresch promete credibilidade se assumir federação: “Objetivo é atrair parceiros”
O ex-presidente do Cuiabá Esporte Clube e candidato a assumir a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), Aron Dresch, prometeu transparência e credibilidade, caso seja eleito. Segundo ele, o objetivo principal é atrair parceiros para melhorar o nível do campeonato estadual e investir em competições das categorias de base.

Leia mais:
Ligas amadoras declaram apoio a Aron Dresch para presidente da FMF
 
Em entrevista exclusiva ao Olhar Direto, o presidente – que acompanhou o jogo entre Luverdense e Corinthians, na última quinta-feira (09), na Arena Pantanal – explicou que: “Temos conversado com todos os presidentes e eles têm demonstrado um grande apoio para a nossa candidatura. Acredito que com este apoio, vamos vencer este pleito”.
 
Dresch acredita que “o princípio base é retornar a credibilidade e transparência dentro da federação. Isso acontecendo, vamos conseguir atrair parceiros, para fazer um campeonato melhor. Além disto, devemos investir em campeonatos de base, precisamos olhar este ponto com atenção também”.
 
“Nós temos uma linha de trabalho que foi desempenhado no Cuiabá, que deve continuar da mesma forma à frente da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF). Hoje, nós estamos com o foco total na melhoria do esporte em nosso estado”, finalizou Dresch. Durante a noite de quinta-feira, ele esteve reunido com presidentes e diretores de diversos clubes, que estavam presentes na partida da Copa do Brasil.
 
O presidente da Liga Esportiva de Nova Bandeirante, Sandro Roberto da Silva, conhecido como “Fumaça”, foi outro que declarou apoio ao candidato a presidente da Federação Mato-grossense de Futebol, Aron Dresch, e garantiu o suporte de pelo menos outras três ligas. “Precisamos de alguém que saiba administrar. Hoje infelizmente a Federação gasta mais do que arrecada, se afunda em dívida e não consegue investir no futebol. Aron é renovação, transparência e sabe administrar”, disse o dirigente da liga de Nova Bandeirante.

Vale lembrar que foi durante o mandato de Aron Dresch que o Cuiabá conseguiu o título inédito da Copa Verde, no episódio que ficou conhecido como o 'Milagre do Pantanal'. Na ocasião, o 'Dourado' venceu o Remo (PA) por 5 a 1, revertendo o placar adverso do primeiro jogo (4 a 1). Com o título, também veio a vaga para disputar a Copa Sul-Americana do ano seguinte, o primeiro time do Estado a disputar uma competição internacional de renome.
 
Propostas
 
Uma das propostas do candidato é implementar um departamento de gestão do futebol amador dentro da FMF, com o intuito de fomentar as ligas em todo o estado. “As categorias de base sentem-se órfãos, pois a federação não as tem como prioridade. É preciso elaborar um calendário de campeonato de base, e fazer cumprir. Nosso estado pode ter 141 ligas”, afirmou.
 
Para Aron, a FMF deve organizar um calendário esportivo anual para as ligas amadoras. A ideia do dirigente é revelar bons jogadores ao mesmo tempo em que incentiva a prática do esporte.
 
“As categorias de base possuem diversas vertentes. Contudo, não há boa iniciativa para estimulá-las. Seria pelo fato de ‘não ser rentável?’. Nós temos a percepção e consciência da importância da base. Além do calendário, queremos reverter recursos para esse segmento”, finalizou.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • arnaldo
    12 Mar 2017 às 17:17

    o atual presidente é péssimo e este candidato é tão péssimo quanto, tudo montado pra manter os times dos sulistas no comando. essa drebor/cuiabá engana quem usando o nome da cidade, pois é um time de empresário gaúcho, embora o outro gaúcho que fundou o clube tenha se arrependido de vender o nome do clube, mas quem confia em gaúcho ambicioso e interesseiro? o luverdense perder pro cacerense a esta altura do campeonato para prejudicar o operário e o mixto é visível

  • Mauro
    12 Mar 2017 às 16:57

    Acho que na Arena tinha que cobrar uns 15 reais e crianças nao e murelhes não pagam, visto que os times não usam a renda para se manter.

  • Carlos Eduardo
    12 Mar 2017 às 15:10

    Certo, concordo em ter uma terceira opção, mas se não, então quer dizer é melhor deixar na mesmice de décadas com o Sr que lá está?

  • Luiz
    12 Mar 2017 às 14:58

    Vamos começar a era do profissionalismo na federação, quem realmente entende de gestão . Chega de usar a federação em benefício próprio 2017 Luverdense sobe pra série A e Cuiabá sobe pra B.

  • João viana
    12 Mar 2017 às 12:46

    Na FMF este senhor Aron sempre se preponderou pela arrogância e pelo fato de nunca precisar de dinheiro para tocar o clube, nunca fez questão da FMF arrumar patrocínio a qualquer time, agora do nada muda o discurso?

  • Jonas Ribeiro
    12 Mar 2017 às 12:20

    O clube do qual este empresário é dono já jogou contra o interesse de vários outros clubes tanto da capital quanto do interior. Qual credibilidade????? Como alguém pode ser presidente de uma entidade na qual o clube do qual é dono tem interesses particulares e não coletivos? Administrar em causa própria? Só o que faltava. Fora, Dresch.

Sitevip Internet