Olhar Direto

Segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Notícias / Cidades

Sem CNH, mulher de 20 anos dirigia picape Hilux que atropelou e matou técnica em enfermagem

Da Redação - Patrícia Neves

13 Mar 2017 - 17:04

Foto: Poconet

Sem CNH, mulher de 20 anos dirigia picape Hilux que atropelou e matou técnica em enfermagem
A picape Hilux que colidiu contra a traseira de uma motocicleta na MT-060 (Rodovia Transpantaneira) resultando na morte da técnica em enfermagem Elenil Nunes de Souza, de 41 anos, era conduzida por uma jovem de 20 anos que não possuia Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O acidente foi registrado na tarde de domingo, 12, nas imediações da cidade de Poconé (a 109 km de Cuiabá).

Leia Mais:
Picape Hilux colide contra moto e mata técnica em enfermagem na Transpantaneira

A mulher - cujo nome não foi divulgado já prestou depoimento nesta data, 13, ao delegado de Poconé, Olímpio da Cunha Fernandes Júnior - vai responder a inquérito instaurado pela Polícia Civil em liberdade.

Em depoimento, a condutora afirmou que perdeu a direção do automóvel na estrada de chão e terminou por colidir contra a traseira de uma motocicleta onde estavam Elenil e seu marido, Benedito Bosco de Arruda. A técnica não resistiu aos ferimentos e morreu. Já seu companheiro, sofreu escoriações.

De acordo com a Polícia Civil, além da condutora, o proprietário do automóvel e um bebê (idade não divulgada) estavam a bordo da Hilux. Os três sofreram ferimentos leves e foram socorridos para uma unidade de saúde logo após o acidente.

O delegado informou anda que os dois veículos envolvidos na colisão foram retirados do local e a cena não foi periciada. Inquérito foi instaurado e a condutora pode responder por crime de homicídio. O proprietário da picape  também poderá ser responsabilizado mediante o empréstimo para uma pessoa sem a CNH.

Indagado quanto ao uso de bebida alcoólica, a informação da Polícia Civil é de que a condutora não apresentava sinais de uso.

 
Sitevip Internet