Olhar Direto

Notícias / Política MT

Botelho afirma que poderes estão prontos para ajudar MT em momento díficil, mas desejam ser contemplados quando situação melhorar

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

19 Mar 2017 - 11:30

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Eduardo Botelho, presidente da Assembleia Legislativa, diz que todos devem dar sua parcela de contribuição

Eduardo Botelho, presidente da Assembleia Legislativa, diz que todos devem dar sua parcela de contribuição

O entendimento dos presidentes da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado estadual Eduardo Botelho (PSB), e do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Rui Ramos Ribeiro, abriu caminho para que seja enviada Proposta de Emenda Constitucional (PEC) envolvento todos os poderes na fixação de teto para despesas com pessoal. Isso porque o procurador geral de Justiça, Mauro Curvo, já tinha anunciado, em sua cerimônia de posse, na semana passada, disposição do Ministério Públcio em apoiar PEC, desde que houvesse amplo debate.

“Os poderes estão dispostos a ajudar Mato Grosso e a contribuir, neste momento de dificuldade. O que nós queremos é bem claro: no momento de dificulade, sim, nós contribuimos”, observou Eduardo Botelho.

Leia Mais:
- Pedro Taques afirma que congelamento salarial só atingirá outros poderes em caso de acordo
 
- Oposição que aposta contra o governo galopa em cavalo pangaré e vai cair dele, adverte Pedro Taques

“Todavia, queremos que,  no momento em que as coisas melhorarem, que haja melhora para todos”, defendeu o presidente da Assembleia, ao lado do governador José Pedros Taques (PSDB),  e do ministro Fernando Coelho Filho (PSB), das Minas e Energia, no Salão Cloves Vettorato do Palácio Paiaguás.
 
O presidente da Assembleia disse que não é possível fazer exercício de futurologia, porque a mensagem com o projeto ainda não chegou ao Edifício Dante de Oliveira. “Vou esperar chegar o projeto, na Assembleia Legislativa. Então, chegando, vou chamar os poderes para uma reunião e discutir até se chegar ao que é melhor para Mato Grosso”, resumiu o presidente da Assembleia
 
Botelho nem questionou o duodécimo atrasado de 2016, já que foi parcelado, e os valores de 2017 estão em dia. “A questão do pagamento em dia já vem sendo realizado, neste ano. Talvez haja necessidade de rediscutir os atrasados, pagos em parcelas”, ponderou o chefe do Poder Legislativo.
 
O líder do Executivo na Assembleia, deputado Dilmar Dal’Bosco (DEM), entende que, se for emenda à Constituição de Mato Grosso tem que ser bem clara. “Se for PEC, o que a Assembleia Legislativa promulgar é lei. Não volta mais!”, ponderou Dal’Bosco, ao defender a discussão com os poderes e órgãos autônomos – Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado (TCE). 

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Pimenta
    20 Mar 2017 às 19:16

    Botelho só está reafirmando tudo o que Taques já disse anteriormente. Muito bom ver que as opiniões se encontram!

  • Camila
    20 Mar 2017 às 19:11

    Nosso estado necessita de melhorias, e qualquer uma é bem vinda

  • souza
    20 Mar 2017 às 12:52

    Precisamos de melhorias Urgente em nosso estado e precisamos de todos os poderes juntos, não dá pra tirar de um e deixar do outro, vamos ser justo!

  • jorge Alves
    20 Mar 2017 às 12:35

    Se posicione de forma coerente Deputado, não deixem que os colegas da assembléia que adoram "oba oba" deixem o debate se desvirtuar, tenha cautela e acima de tudo pense no futuro do estado.

  • Adeilton Silveira
    20 Mar 2017 às 12:34

    Botelho age com inteligência e se abre mão agora tem que cobrar retornos posteriores mesmos, os servidores podem até sofrer agora mas na hora das vacas gordas também tem que ganhar.

  • Nilza
    19 Mar 2017 às 18:45

    SENHOR DEPUTADO BOTELHO, MATO-GROSSO É UM ESTADO PUJANTE TEM DE REALIZAR A REFORMA ADMINISTRATIVA PARA FAZER AS MUDANÇAS NECESSÁRIAS PARA RESOLVER O FLUXO DE CAIXA, MAIS NÃO VENHA PREJUDICAR OS SERVIDORES DO EXECUTIVO COM CONGELAMENTOS DE SALÁRIOS E AUMENTO DA PREVIDÊNCIA EM 14% POR CAUSA DAS FALCATRUAS DOS POLÍTICOS CORRUPTOS E AINDA MAIS AS LEIS DE CARREIRAS E A RGA NÃO TEM NADA A VER COM ATUAL CRISE NAS CONTAS DO ESTADO E SIM OS ESCÂNDALOS COMO DOS MAQUINÁRIOS DA COPA DO MUNDO E A MAIS RECENTE A DA SEDUC E TANTOS OUTROS ESCÂNDALOS.

  • Carlos
    19 Mar 2017 às 16:28

    Conversa. Vai sobrar para os servidores do Poder Executivo, que já são obrigados a trabalhar em condições precárias e salários sucateados. Estudar para concurso do MP, do Legislativo e do Judiciário.

  • Hugo
    19 Mar 2017 às 14:41

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • bb
    19 Mar 2017 às 13:51

    O presidente da Assembleia fala pela assembleia, não pode pronunciar por outros, sem antes reunir com os outros poderes.

Sitevip Internet