Olhar Direto

Segunda-feira, 29 de maio de 2017

Notícias / Política MT

Taques explica que não pode dialogar sobre congelamento antes de projeto ficar pronto

Da Redação - Jardel P. Arruda

17 Mar 2017 - 11:47

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Taques explica que não pode  dialogar sobre congelamento antes de projeto ficar pronto
O secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Zamar Taques, explicou que o Governo do Estado ainda não abriu diálogo com os servidores estaduais sobre um possível congelamento salarial porque o projeto de lei ainda não existe. O congelamento deverá atender as exigências do Governo Federal a adesão ao regime de recuperação fiscal, o qual ainda está em discussão no Congresso.

Leia Mais:
Governo estuda recuar de PEC para ter poder de vetar alterações feitas por deputados estaduais 

“Nós não fechamos, então nós não temos o que dialogar ainda. Há uma análise, inclusive, nesse momento, de esperar aprovarem os projetos no âmbito federal. Então um indicativo de greve  é desnecessário porque não tem motivo para isso ainda. Não tem projeto de lei pronto, não tem PEC pronta. Eu acho muito prematura falar em greve por conta de uma coisa que não foi fechada”, argumentou Paulo Taques, na noite de quinta-feira (17).

O Fórum Sindical dos servidores estaduais chegou a buscar judicialmente, através da Central de Conciliação, uma forma de se reunir com representantes do Estado para discutir esse assunto, além de ameaçar aprovar indicativo de greve. Na ocasião, o procurador-geral do Estado, Rogério Gallo, compareceu e pediu para marcar uma reunião em nova data.

Por enquanto, o Governo do Estado discute internamente projetos de leis que devem gerar desgaste perante o servidor público, como o congelamento salarial, reforma previdenciária, teto dos gastos e reforma administrativa. Todos devem ser enviados em conjunto, após o Congresso Federal terminar a discussão sobre o regime de recuperação fiscal.

A ideia é atender todos os requisitos aprovados para ser possível ingressar no regime de recuperação fiscal – uma renegociação da dívida do Estado com a União, com suspensão do pagamento por três anos. O Governo vê no regime uma forma de conseguir fôlego financeiro para aumentar investimentos e impedir Mato Grosso de chegar a uma situação como do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. 

17 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Felipe dos Santos
    17 Mar 2017 às 17:37

    O fórum tem o papel de colher esses dados afim de ajudar no progresso, e o governo tem a obrigação de fornecer esses dados afim de dar prosseguimento ao processo!!

  • Camila
    17 Mar 2017 às 17:19

    Depois va ter que passar pela ALMT e os deputados terão falar com a população

  • Rodrigão
    17 Mar 2017 às 17:07

    Assim que a proposta for apresentada a ALMT tem que fazer o seu papel de levar o tema a população e aos servidores públicos!

  • OSÉIAS BATISTA ROCHA
    17 Mar 2017 às 17:00

    Esse governador está abrindo um monte de concursos público para chegar no limite é aí ter desculpa esfarrapada pra não repor as perdas salariais. Por favor, vamos dar o troco neste baixinho em 2018 e em toda a sua patota.

  • Eduardo
    17 Mar 2017 às 16:35

    É função do Fórum Sindical pedir essas informações e participar desse processo.

  • Luillyan
    17 Mar 2017 às 16:30

    Não podemos esquecer que essa proposta deve passar pela ALMT e discutida com a sociedade (e servidores).

  • Ana
    17 Mar 2017 às 16:22

    Não custa nada esperar meu povo, depois que a proposta entrar na ALMT, é obrigação dos deputados discutirem junto a população.

  • Charada
    17 Mar 2017 às 16:17

    Esse Zé Mané quer discutir o que? Congelar o que? Ta abrindo concurso para professor, fazendo concurso pra cadastro reserva para delegado, vsf.

  • Solange Nunes
    17 Mar 2017 às 15:08

    É obrigação do governo passar informação ao fórum sindical.

  • Solange Nunes
    17 Mar 2017 às 15:08

    É obrigação do governo passar informação ao fórum sindical.

Sitevip Internet