Olhar Direto

Quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Notícias / Política MT

Kardec cobra audiências para debater projetos e oposição se previne contra votação de afogadilho

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

18 Mar 2017 - 11:59

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Allan Kardec afirma que oposição deseja amplo debate e se previne contra 'rolo compresso' governista

Allan Kardec afirma que oposição deseja amplo debate e se previne contra 'rolo compresso' governista

Cristão novo na Assembléia Legislativa de Mato Grosso, o deputado estadual Allan Kardec (PT) defendeu a realização de pelo menos quatro audiências públicas para discussão de cada projeto enviado pelo governador José Pedro taques (PSDB), destinados ao ajuste fiscal do Estado. “É essencial que haja debate franco e aberto, para que a sociedade tenha conhecimento sobre o impacto que vai gerar, na vida de cada um. Não vamos permitir rolo compressor governista, em plenário, não”, observou ele.

Allan Kardec revelou que pediu apoio dos deputados Valdir Barranco (PT), Janaína Riva (PMDB), Zeca Viana (PDT) e Silvano Amaral (PMDB) para a sua iniciativa.
 
Leia Também:
- Paulo Taques explica que não pode dialogar sobre congelamento antes de projeto ficar pronto

- Barranco e Allan Kardec prometem resistência à reforma da previdência em Mato Grosso


O parlamentar petista observou que o limite de teto de gastos com pessoal vinculado à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), a reforma da Previdência do Estado (MT Prev) e a nova reforma administrativa, entre outros projetos, afetam à sociedade, como um todo, e não apenas os servidores públicos. “Estranhamente, tanto o governo quanto a bancada de sustentação têm focado a questão quase exclusivamente no funcionalismo público, mas a população mato-grossense, como um todo, será afetada”, avaliou ele, par aa reportagem do Olhar Direto.
 
Allan Kardec classifica a gestão do presidente Michel Temer (PMDB) como “governo golpista” que tenta colocar em prática, no Brasil, o desmontem estatal, iniciado no governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB) – 1995-2002. Ele entende que Pedro Taques está seguindo a cartilha de Temer, em sacrifício aos avanços sociais e com a redução do Estado.
 
“É a precarização dos serviços públicos, com a tese do ‘Estado mínimo’, no modelo neoliberal que já deu errado na maioria dos países. É o atraso do ponto de vista da qualidade de vida e das conquistas sociais”, criticou o deputado estadual do PT.
  
A discussão dos encaminhamentos ainda depende de decisão do Colégio de Líderes e da Mesa Diretora. A bancada do PT já se posicionou publicamente sobre os projetos do teto de gastos com pessoal e reforma da Previdência, no Poder Legislativo.  “O Partido vai votar para defender os trabalhadores e, se precisar, vai recorrer a Poder Judiciário para assegurar as discussões até que as dúvidas sejam sanadas, sobre cada projeto”, complementou Kardec.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Albino Pfeifer Neto
    18 Mar 2017 às 21:20

    utilizar este espaço para avisar aos deputados que Honrem seus votos e seus salários. Iremos criar um grupo para fiscalizar seu trabalho e os gastos da Assembléia Legislativa. Iremos entrar no MPE com pedido de investigação e denuncia contra os gestores do MT PREV.

  • Nilza
    18 Mar 2017 às 13:11

    SENHOR DEPUTADO KARDEC É ESSENCIAL QUE TENHA AUDIÊNCIAS PÚBLICAS PARA DEBATER OS PROJETOS, PORQUE MATO-GROSSO É UM ESTADO PUJANTE TEM DE REALIZAR A REFORMA ADMINISTRATIVA PARA FAZER AS MUDANÇAS NECESSÁRIAS PARA RESOLVER O FLUXO DE CAIXA, MAIS NÃO VENHA PREJUDICAR OS SERVIDORES DO EXECUTIVO COM CONGELAMENTOS DE SALÁRIOS E AUMENTO DA PREVIDÊNCIA EM 14% POR CAUSA DAS FALCATRUAS DOS GOVERNOS E AINDA MAIS AS LEIS DE CARREIRAS E A RGA NÃO TEM NADA A VER COM ATUAL CRISE NAS CONTAS DO ESTADO E SIM OS ESCÂNDALOS COMO DOS MAQUINÁRIOS DA COPA DO MUNDO E A MAIS RECENTE A DA SEDUC E TANTOS OUTROS ESCÂNDALOS.

Sitevip Internet