Olhar Direto

Quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Notícias / Ciência & Saúde

Método europeu de triagem garante eficiência no atendimento de pacientes em hospital de Cuiabá

Da Redação - Naiara Leonor

27 Mar 2017 - 16:40

Foto: Da Assessoria

Método europeu de triagem garante eficiência no atendimento de pacientes em hospital de Cuiabá
Adotado em fevereiro deste ano (2017) pelo Hospital e Maternidade Femina, o Protocolo de Manchester tem aumentado a eficiência e agilidade no atendimento dos pacientes que procuram o hospital. A triagem separa os pacientes por cores que simbolizam a gravidade do problema e urgência para atendimento.  

Leia mais:
Hospital Femina inaugura nova unidade com Pronto Atendimento, 40 consultórios e centro cirúrgico; Veja fotos!

A diretora-técnica Fernnanda Piggato explica como funciona o novo protocolo de atendimento no hospital.  "Ao chegar à recepção do Hospital e Maternidade Femina, o paciente passa por uma triagem que é realizada por um enfermeiro. O profissional avalia quais as principais queixas do paciente e de acordo com a gravidade dos problemas, identifica com a cor específica".

O modelo europeu foi criado na cidade do Reino Unido que deu nome a este tipo de seleção dos pacientes em 1997. Para a diretora-técnica do Hospital e Maternidade Femina Fernanda Piggato os benefícios do Protocolo de Manchester consistem principalmente em oferecer atendimento adequado aos pacientes mais graves, para os quais a demora pode causar prejuízos irreversíveis à saúde, como sequelas. 

“É bem verdade que todos que se dirigem a um hospital querem um atendimento rápido e eficiente, mas algumas pessoas têm condições de esperar mais que outras e, por isso, o Protocolo ajuda a responder com mais eficácia aos pacientes com maior grau de urgência ou emergência".

De acordo com a classificação das cores, quem recebe a pulseira vermelha necessita de atendimento imediato, sendo que a cor significa emergência. A pulseira laranja revela um grau de muita urgência, com isso o atendimento deve ser praticamente imediato com tolerância de 10 minutos de espera.

Os pacientes que recebem a pulseira amarela são os que necessitam de atendimento rápido, mas que podem aguardar por até 60 minutos. Os que portam a pulseira verde são considerados casos pouco urgentes, e, portanto, podem aguardar pelo atendimento e até mesmo serem encaminhados para outro tipo de serviço de saúde. Para as pulseiras verdes o tempo de espera é de até 120 minutos.

Já os pacientes que recebem a pulseira azul são considerados os casos não urgentes e o tempo de espera pode ser de até 240 minutos. "Vale ressaltar que todos os pacientes que chegam até a Femina são tratados com qualidade de atendimento. Nossa equipe de colaboradores e quadro médico sempre faz o melhor para que o tempo médio de atendimento ocorra o mais rápido possível", ressalta Fernnanda Piggato.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • paulo vitor
    28 Mar 2017 às 09:30

    Nossa! No hospital da unimed, localizado na barao de melgaço, esse metodo é utilizado desde a inauguracao. Deve ter uns 5 anos ja. E só agora q a femina se atualiza!

  • Cuiabana.
    28 Mar 2017 às 08:30

    Desculpem-me, mas pensei que fosse alguma novidade para a cidade, em outros hospitais já tem esse sistema, tanto que achei que fosse normal. mas já que não é, espero que sempre pensem em seus clientes para que se sintam satisfeitos, que isso sirva de exemplo para os demais hospitais. Se todos pudessem ter esse atendimento nas redes publicas estava ótimo, pois na realidade todos usam uma pulseira imaginaria de cor azul.

  • Cuiabana.
    28 Mar 2017 às 08:30

    Desculpem-me, mas pensei que fosse alguma novidade para a cidade, em outros hospitais já tem esse sistema, tanto que achei que fosse normal. mas já que não é, espero que sempre pensem em seus clientes para que se sintam satisfeitos, que isso sirva de exemplo para os demais hospitais. Se todos pudessem ter esse atendimento nas redes publicas estava ótimo, pois na realidade todos usam uma pulseira imaginaria de cor azul.

  • Daniela
    27 Mar 2017 às 21:08

    Isso já existe nas UPAS,POLICLÍNICAS, não vi nada de novidades

  • Julienne
    27 Mar 2017 às 21:00

    Atendimento e estrutura referente ao P.A excelente, porém se esqueceram da estruturação do hospital como um todo, especialmente na construção de novos quartos. Necessita urgentemente!!!!

  • Michelle
    27 Mar 2017 às 18:53

    Infelizmente não aprovei esse método estive aí na última quinta feira fui atendida rapidamente porem para mostrar o exame a medica de plantão foi uma demora meu filho batia o queixo de febre e dores no corpo tive que ser mal educada por ver meu filho passando muito mal e não ser atendido sem falar na medica uma tal dr Kamila que nem ao menos pegou no meu filho olhou o exame não deu diagnóstico nenhum apenas passou soro e dipirona que vergonha já tiveram médicos melhores foi até por isso que procurei pelo estabelecimento fui muito bem atendida no posto de enfermagem estão de parabéns a equipe

  • De olho
    27 Mar 2017 às 18:24

    Kkkkk isso e pra da rizada mesmo o hospital santa rosa faz isso a tempos kkk so tem um problema agora e limitado as consultas o paciente chega mal na FEMINA e nao pode ser atendido pq o medico disse que nao vai mais atender isso e modelo EUROPEU ????

Sitevip Internet