Olhar Direto

Quinta-feira, 25 de maio de 2017

Notícias / Cidades

Secretário defende trabalho da PM e afirma que “se necessário, criminosos serão alvejados e mortos”

Da Redação - Wesley Santiago

16 Abr 2017 - 08:01

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Secretário defende trabalho da PM e afirma que “se necessário, criminosos serão alvejados e mortos”
Após oito mortes de envolvidos em confrontos com a Polícia Militar em Cuiabá em um período de 22 dias, o secretário de Segurança Pública (Sesp), Rogers Jarbas, defendeu o trabalho realizado pela corporação e afiançou que “se necessário, criminosos serão alvejados e mortos pelas forças”. Para o comandante da pasta, o papel de toda a atividade policial é preservar as pessoas de bem e os próprios profissionais.

Leia mais:
Em 22 dias, oito morrem em confrontos com a Polícia Militar somente na capital
 
“Havendo uma injusta agressão por parte do criminoso, as policiais devem reagir. A partir desta reação, vamos usar a energia necessária para conter esta injusta agressão. Se for necessário, [criminosos] serão alvejados e mortos. Isso porque é o papel de toda a atividade policial preservar as pessoas de bem e nossos próprios profissionais”, afirmou o secretário em entrevista exclusiva ao Olhar Direto.
 
Jarbas ainda garantiu que “se o criminoso optar por reagir e confrontar de forma bélica as forças de segurança, esta será a reação de todo Estado, de todos os 15 mil profissionais. Não podemos permitir que inocentes venham a morrer em decorrência de uma ação criminosa violenta”.
 
Levantamento
 
Conforme o levantamento feito, que corresponde ao período de 15 de março até o dia 3 de abril, somente na capital do Estado, foram oito mortes de envolvidos em confrontos com a Polícia Militar. Na madrugada de 4 de abril, no bairro Araés,  três ocupantes de um veículo Uno tentaram escapar da uma abordagem policial e terminaram mortos em confronto com os policiais da Ronda Ostensiva Tático Metropolitana (Rotam).
 
Já no dia 30 de março, um assaltante identificado como Luiz Alberto de 21 anos, morreu após apontar a arma que portava contra uma equipe de policiais militares do 9º Batalhão.  Ele e mais dois homens figuravam como suspeito de invasão a uma residência no bairro Tijucal e tentavam fugir em um carro roubado quando foram abordados.
 
Já no dia 19 de março, o pedreiro Benilson da Silva, de 29 anos, foi morto com um tiro no peito durante uma confusão no bairro Jardim Santa Rosa II, em Cuiabá. Ele teria tentado tomar a arma de um dos policiais, que reagiu. A versão é desmentida pelo pai do pedreiro, que denuciou ter sido torturado pouco antes da morte do rapaz. Segundo a PM, a ocorrência iniciou-se por conta de investigações sobre tráfico de drogas.
 
Na tarde de 15 de março, três homens que estavam a bordo de uma picape Ecosport morreram depois de uma troca de tiros com policiais militares. A ação iniciou-se depois de uma suspeita de que o trio estivesse se preparando para realizar um assalto a estabelecimento comercial. Houve perseguição e troca de tiros. Três armas de fogo foram apreendidas.

38 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Rúseno
    18 Abr 2017 às 00:15

    Quem tem que vir a público e defender nossos valorosos policias e sociedade que foi por muito tempo idiotizada. E não esse Zé Mané que defende restrição ao armamento por cidadãos de bem.

  • Marcelino Da Silva
    17 Abr 2017 às 20:33

    eu confio no trabalho da PM de MT e tenho passado e notado o estado de diversas polícias e posso ver que a nossa está entre uma das mais bem estruturadas do país.

  • Moura Neto
    17 Abr 2017 às 20:31

    a atual gestão fez bastante investimento na segurança pública, creio que o secretário foi infeliz nessa declaração.

  • Maria Laisa
    17 Abr 2017 às 19:55

    Com certeza taques sabe o que está fazendo ele tem investido muito na segurança do nosso estado, e sabe oque os PMs deve fazer para ter um resultado melhor.

  • Yan
    17 Abr 2017 às 19:08

    Gostaria de parabenizar a policia militar pelo maravilhoso trabalho que tem prestado nos últimos dois anos. Junto com o aumento de policiais nas ruas, podemos ver que o policiamento interno está maior juntamente a eficiência de sua qualidade no trabalho prestado.

  • Ulisses Pedro
    17 Abr 2017 às 18:24

    Taques vem buscando aumentar o alcance do policiamento com esses concursos que vem por ai. O secretário talvez tenha sido rude no seu comentário

  • Isabel
    17 Abr 2017 às 18:17

    O governo vem buscando melhor o policiamento para que não seja necessário ter que "abater" bandido. E está fazendo trabalhos sociais para trabalhar a infância do nosso futuro.

  • Renata
    17 Abr 2017 às 18:07

    O atual governador pensa muito na população uma vez que vem investindo na segurança, com esses concursos vai melhorar ainda maisss

  • Rita de Cássia
    17 Abr 2017 às 18:01

    é importante salientar que não da para se fazer nenhuma politica publica usando a maxima de bandido bom é bandido morto. temos que prezar pelo bem de todos os cidadãos.

  • Ferdinando
    17 Abr 2017 às 17:26

    Na atual gestão, o policiamento teve um aumento considerável. Taques tem investido muito em segurança e com certeza os PMS sabem o que deve ser feito para se obter o melhor exito em cada ocorrência.

Sitevip Internet