Olhar Direto

Segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Notícias / Política MT

Maggi diz que está juntando documentos e garante que Marchetti fez pagamentos à Odebrecht dentro da legalidade

Da Redação - Ronaldo Pacheco

20 Abr 2017 - 17:26

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Maggi diz que está juntando documentos e garante que Marchetti fez pagamentos à Odebrecht dentro da legalidade
O ministro da Agricultura e Pecuária, senador mato-grossense Blairo Maggi (PP), explicou que está evitando falar com a imprensa porque está se dedicando à pesquisa e junção de documentos, necessários para a sua defesa. Ele confirmou apenas que o então secretário de Estado de Infraestrutura, Vilceu Francisco Marchetti, efetuou pagamentos para a Construtora Norberto Odebrecht (CNO) dentro da legalidade.
 
Leia Mais:
- Blairo Maggi assegura que jamais recebeu dinheiro da Odebrecht e que Éder não participou de sua campanha

- Maggi garante que não recebeu doação da Odebrecht e assegura estar com a consciência tranquila

“Estamos juntando documentos para isso [provar a inocência] e não dá para ficar falando sobre o tema a todo instante. Pedi essa compreensão à imprensa, porque tudo vai ser divulgado quando a gente conseguir a documentação necessária”, afiançou Maggi, para a reportagem do Olhar Direto. Ele assegura que não saber até agora porque o seu nome foi envolvido pelos delatores João Antônio Pacífico e Pedro Augusto Carneiro Leão, ex-diretores da Odebrecht, em denúncia na Operação Lava Jato.
 
Vilceu Marchetti – in memorian – foi secretário de Infraesturtura por quase cinco anos (2006-2010) e, no final de 2006, assinou documento reconhecendo R$ 21,14 milhões de dívida antiga com a Odebrecht. Desse total, o governo de Mato Grosso pagou R$ 18,32 milhões em cinco parcelas, até o final do primeiro semestre de 2007 – início do segundo mandato de Maggi.
 
Marchetti foi assassinado a tiros, em julho de 2014, na Fazenda Mar Azul, no distrito de Mimoso, em Santo Antônio de Leverger.
 
“Estamos buscando os dados concretos. Tenho conhecimento de que foi pago pelo governo do Estado R$ 18,32 milhões.  Eles [os delatores] partem de números que não existiram”, sintetizou o ministro, que não sabe de onde João Pacífico e Pedro Leão tiraram a denúncia de que
 
Em entrevista anterior, Blairo Maggi jurou que nunca recebeu qualquer doação de campanha da Odebrecht e que jamais permitiu 

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • joao
    21 Abr 2017 às 14:12

    Secretário de estado não faz qualquer pagamento sem autorização do governador. Talvez ,seja necessário abertura de nova investigação sobre a morte de Marchetti.

  • manolo
    21 Abr 2017 às 13:13

    Sempre acreditei que na justiça, no Brasil, o que tem que ser comprovado é a culpa por parte do Ministerio Publico, e que, delações, comentarios, ou indicios, sem provas contundentes, não obrigam a ninguem ter que comprovar inocencia. O contrario somente acontece em ditaduras. O linchamento midiatico é um fato nos dias de hoje, e tem que ser corrigido e punido, por significar degradação e abuso dos principios da liberdade de expresão e consequentemente de imprensa.

  • manolo
    21 Abr 2017 às 13:13

    Sempre acreditei que na justiça, no Brasil, o que tem que ser comprovado é a culpa por parte do Ministerio Publico, e que, delações, comentarios, ou indicios, sem provas contundentes, não obrigam a ninguem ter que comprovar inocencia. O contrario somente acontece em ditaduras. O linchamento midiatico é um fato nos dias de hoje, e tem que ser corrigido e punido, por significar degradação e abuso dos principios da liberdade de expresão e consequentemente de imprensa.

  • branco
    21 Abr 2017 às 09:06

    FALOU TUDO JOSÉ MURTINHO...MUITO BEM LEMBRADO...ESQUECEU APENAS DA FIGURA DA MÃO DA CAMPANHA QUE AGORA TA MAIS SUJA QUE PULEIRO DE GALINHA.

  • jose murtinho
    21 Abr 2017 às 07:23

    é inocente, claro! foi inocente quando nomeou Eder Morais (processado e já esteve preso) foi inocente quando nomeou Nadaf (processado e já esteve preso) foi inocente quando ajudou e apoiou Silva (processado e preso) por duas eleições seguidas, sem nunca ter falado nada sobre o que ocorreu no Estado, embora fosse Senador foi inocente nos escândalos dos maquinários foi inocente quando apoiou Lula e Dilma (e depois os abandonou, claro) em suas gestões foi inocente quando trouxe a copa para Mato Grosso... eu acredito nisso (e também em papai noel, saci pererê e bicho de sete cabeças).

  • João Paulada
    20 Abr 2017 às 23:47

    Blairo Maggi - Odebrecht - dinheiro - Marchetti in memorian

  • paulo matos
    20 Abr 2017 às 21:27

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Luiz Otavio
    20 Abr 2017 às 19:12

    pelos envolvidos e obvio que foi tudo certo,dentro da legalidade

Sitevip Internet