Olhar Direto

Segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Notícias / Esportes

Secretário estuda transformar espaço ocioso da Arena Pantanal em shopping para custear despesas

Da Redação - Lázaro Thor Borges

01 Mai 2017 - 08:15

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Secretário estuda transformar espaço ocioso da Arena Pantanal em shopping para custear despesas
Futebol não é exatamente o plano principal da Secretaria Estadual de Educação, Esporte e Lazer (Seel), pasta responsável por administrar a Arena Pantanal. O secretário adjunto da Seel,  Leonardo Oliveira, contou ao Olhar Direto que planeja aproveitar o espaço ocioso do estádio como espaço multiuso, criando um shopping ou uma galeria no subsolo do antigo Verdão.

Leia mais:
Governador lamenta e revela que não há nenhuma empresa interessada na Arena Pantanal


A ideia, segundo o secretário adjunto, é aproveitar não só o espaço do estacionamento como também do entorno do estádio. Ele garante que o projeto para diversificar e melhorar o rendimento da Arena está em fase final e deve ser apresentado ao governador Pedro Taques (PSDB) nas próximas semanas. 

“Também estou com a ideia de  aqui embaixo transformar em lojas, fazer uma visitação e no final ter um café aqui dentro, alugar o local. Nós temos que pensar, pensar em uma galeria, pensar em um shopping”, avisa Oliveira, que preferiu não dar mais detalhes do projeto, que ainda deve passar pelo crivo de Taques. 

Além disso, um dos entraves para que a modificação seja feita é a judicialização das obras do estádio, que ainda não foram concluídas pela empresa responsável, a construtora Mendes Júnior. O imóvel, portanto, ainda não foi completamente entregue ao poder público.

“Nós fizemos um pedido para a Procuradoria Geral do Estado para que ela interceda judicialmente. Porque não dá mais para esperar. O Estado precisa fazer alguma coisa aqui, o Estado precisa locar lá fora um restaurante, o Estado precisa dar vida aqui”, argumenta.

Os planos de Leonardo Oliveira vão de encontro ao que tem sido feito com o espaço deste que o governador Pedro Taques (PSDB) assumiu a gestão. Eventos como o “Vem Pra Arena” e a criação da Escola Estadual José Fragelli representam tentativas de fazer “dar vida” ao estádio.

14 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • marcelo fontes
    04 Mai 2017 às 01:12

    quando a tomada de atitude é para diminuir os gastos o povo ainda reclama.

  • Rafael
    04 Mai 2017 às 01:12

    muito bom, isso vai ajudar a pagar as despesas que isso deu para o governo e a população.

  • Rafael Servidor
    03 Mai 2017 às 02:27

    muito boa iniciativa, shopping pode dar lucro para a sociedade já um espaço alternativo não, e em Cuiabá já há vários.

  • Carla Gusmão
    03 Mai 2017 às 02:25

    vai devolver nosso dinheiro que Silval levou embora.

  • Solange nunes
    02 Mai 2017 às 20:50

    Seria uma maravilha pois a arena já se torno um espaço cultural mais um shopping para fazer compra.

  • Manoel silva
    02 Mai 2017 às 20:49

    Ótima ideia seria uma boa para todos.

  • Kalel
    02 Mai 2017 às 19:33

    Muito bacana a ideia. A Arena Pantanal provoca um rombo aos cofres públicos, uma área comercial ajudaria nos custos. Ate quando vamos pagar por algo que não usamos?

  • Karol
    02 Mai 2017 às 18:05

    As pessoas só sabem reclamar, o governo começa entrar em contato para diminuir os gastar sem atingir a população e não tá bom pra vocês ? Ah me poupe né!

  • ROSE
    02 Mai 2017 às 11:06

    espaço cultural sim, shopping não! o espaço cultural desenvolve nosso povo, prepara jovens pro mercado de trabalho e para a vida, eleva a auto estima das pessoas, desenvolve uma geração de pessoas saudáveis física e emocionalmente.

  • Carolina
    02 Mai 2017 às 11:01

    Muito melhor um centro cultural que agregue aulas de música, esportes, biblioteca. Melhor que o consumismo é estimular a formação, educação da sociedade.

Sitevip Internet