Olhar Direto

Sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Notícias / Política MT

Marrafon proíbe o uso decotes, blusas com as costas nuas e tomara que caia na Seduc

Da Redação - Érika Oliveira

19 Mai 2017 - 10:39

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Marrafon proíbe o uso decotes, blusas com as costas nuas e tomara que caia na Seduc
O secretário de Estado de Educação, Marco Marrafon, proibiu o uso de “vestimentas inadequadas” nas dependências da Secretaria, em Cuiabá. A medida foi publicada no Diário Oficial que circula nesta sexta-feira (19), por meio de uma portaria do dia 08 de maio, no entanto, vigora desde 2002. Na portaria, o secretário institui como “inadequado”, entre outras peças, as chamadas blusas costas nuas, tomara que caia, além de decotes excessivos.

Leia mais:
Taques promete articulação com Lucimar e bancada por nova UPA na região do São Matheus

“Toda e qualquer peça excessivamente curta ou com decotes acentuados, incluída as blusas do tipo ‘costa nua’ e ‘tomara que caia’; que exponham a região abdominal, bem como aquelas que exponham partes do corpo que, por costume, não ficam à mostra; e shorts acima do joelho, traje de banho, minissaia, bermuda ou calção que estejam acima do joelho e camiseta sem mangas, sendo as duas últimas especificadamente para o sexo masculino”, cita trecho da portaria.

Na publicação, o secretário afirma que a determinação está de acordo com Lei Complementar nº 112, de 1º de julho de 2002, que institui o Código de Ética Funcional do Servidor Público Civil do Estado de Mato Grosso.

O secretário disse, ainda, que a medida versa sobre a necessidade de manter o “decoro” na Secretaria. Seguranças e recepcionistas serão responsáveis por controlar a entrada de pessoas com as “roupas adequadas”, conforme a normativa. 

25 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Emerson
    20 Mai 2017 às 05:12

    Concordo com o Secretário, local de trabalho deve- usar roupas adequadas e não roupas ditadas para uso em bares e boates. Parabéns, já era hora de alguém se posicionar de forma descente neste estado.

  • Cheila
    20 Mai 2017 às 02:34

    Apoiado!!!

  • Nivaldo Teodoro de Mello
    19 Mai 2017 às 22:32

    Correto secretário, mas isso não é o mais importante nas listas de prioridades que devem ser adotado na gestão da SEDUC. O fluxo de processo deve melhorar, e muito. É inadmissível que um requerimento protocolado no protocolo geral da SEDUC no dia 18 de abril de 2017, endereçado à Senhora Marioneide Angélica Kliemaschewsk, secretária adjunta de gestão educacional e inovação, no dia 20 de maio de 2017, 1 mês depois, ainda não chegou à sua mesa. Essa inercia da Seduc é digno de repúdio.

  • Jarina
    19 Mai 2017 às 22:32

    Parabéns secretário. Respeito é bom e vale a pena!

  • Indignado
    19 Mai 2017 às 22:04

    Sugiro instituir o auxílio-roupa-adequada já que nossos políticos recebem o auxílio paletó! Se um salário como o dos nossos representantes políticos não basta para comprar seu paletozinho... Imagina o salário dos reles servidores da SEDUC!

  • Alencar
    19 Mai 2017 às 20:19

    Se alguns não tem o discernimento na vestimenta ao adentrar nos órgãos públicos, empresas privadas etc. Então, parabéns pela postura secretário. Deveria se estender em todos os órgãos. Vê se lá no tribunal, no Fórum entra com trages inadequado ao local.

  • seu mané
    19 Mai 2017 às 17:40

    eu concordo que se o secretario ganhar e servidor perder, nem o secretario que ganhou vai ganhar nem o servidor que perdeu vai perder todo mundo vai perder. traqges indígenas já.

  • cidadao
    19 Mai 2017 às 16:56

    Tem que proibir e a entrada de corruptos na Seduc.

  • Joao
    19 Mai 2017 às 16:38

    Quando o cidadão não tem o que fazer, inventa moda.

  • felipe
    19 Mai 2017 às 14:36

    Povo careta, ridículo... em pleno seculo 21, vai trabalha secretário, não tem coisa melhor pra fazer?

Sitevip Internet