Olhar Direto

Quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Notícias / Política MT

“Projetos são do Estado e não do governador”, diz líder de Taques ao cobrar que AL vote mensagens

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

19 Mai 2017 - 18:01

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Dilmar Dal Bosco cobra maturidade para aprovar projetos do governo Pedro Taques

Dilmar Dal Bosco cobra maturidade para aprovar projetos do governo Pedro Taques

Mesmo tendo 20 dos 24 deputados estaduais sob seu comando, o líder do Executivo na Assembleia Legislativa, deputado Dilmar Dal’Bosco (DEM), tem enfrentado dificuldades para conseguir aprovar alguns dos principais projetos enviados pelo governador José Pedro Taques (PSDB). Na lista, estão a autorização de financiamento de até R$ 800 milhões para conclusão do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e do Regularize, que irá permitir que devores renegociem o pagamento de débitos antigos com o Estado.
 
“Quando o projeto vem é para melhorar Mato Grosso. Não é um projeto do governador. É um projeto do Estado. Não é individual do governador Pedro Taques. Ele é o gestor público que está cuidando do Estado. Há projetos de leis que vêm para cá, para melhorar Mato Grosso. Temos que ter maturidade para entender”, desabafou Dilmar.

Leia mais:
- Romoaldo garante que é oposição, mas diz que CPI vai 'atrapalhar' investigações sobre grampos ilegais

- Líder do governo diz que CPI dos Grampos não pode virar palanque: “tem deputado que esquece do seu passado”
 
A interpretação do líder da base aliada é de que alguns parlamentares obstruem as votações como forma de retaliar ou pressionar o governador. Na base aliada, a liderança de Dal’Bosco não é contestada, mas sempre existem cobranças diversificadas.
  
O líder governista observa que projetos como o Regularize e o Sistema de Cadastro Ambiental Rural (Sincar) contribuem para que haja incremento econômico de Mato Grosso. “Muitos projetos provocam a movimentação da economia. São projetos de lei contribuem com a economia mato-grossense”, justificou Dal’Bosco, que enxergou uma semana de pouco produtividade, no plenário das deliberações Renê Barbour.
 
Na próxima semana, a Assembleia deve votar vários projetos de interesse do Poder Executivo. Os principais são o Sincar e a autorização de empréstimo para o VLT.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Nilza
    20 Mai 2017 às 16:40

    SENHOR DEPUTADO LÍDER DE TAQUES, MATO-GROSSO É UM ESTADO PUJANTE TEM DE REALIZAR A REFORMA TRIBUTÁRIA PARA FAZER AS MUDANÇAS NECESSÁRIAS PARA RESOLVER O FLUXO DE CAIXA, MAIS NÃO VENHA PREJUDICAR OS APOSENTADOS E SERVIDORES DO EXECUTIVO COM CONGELAMENTOS DE SALÁRIOS E AUMENTO DA PREVIDÊNCIA EM 14% POR CAUSA DOS ROMBOS DOS GOVERNOS CORRUPTOS E AINDA MAIS AS LEIS DE CARREIRAS E A RGA NÃO TEM NADA A VER COM ATUAL CRISE NAS CONTAS DO ESTADO E SIM OS ESCÂNDALOS COMO DOS MAQUINÁRIOS DA COPA DO MUNDO E A MAIS RECENTE A DA SEDUC E TANTOS OUTROS ESCÂNDALOS.

  • Maria
    20 Mai 2017 às 11:01

    Pelo menos os sindicatos saem as ruas para lutar não só pelos direitos deles, mas também os do povo brasileiro em geral. Não adianta tentar se fechar no trabalho e engolir a seco tudo que os nossos políticos fazem para benefício próprio ou de uma pequena parcela privilegiada da nossa sociedade. Aqueles políticos que cometeram e cometem crimes em função do seu cargo, não importa de que partido faça parte, devem ser punidos com todo o rigor da lei e cabe a nós povo fiscaliza-los, cobra-los, impeachma-los, torna-los inelegíveis e lembra-los de que o poder é do povo e os políticos servem à todos nós, a todas as classes, a nossa nação!

  • Servidor insatisfeito com esses sindicatos
    20 Mai 2017 às 00:06

    O melhor Governo que MT teve nestes últimos anos, governo que tem lutado em manter as contas públicas em dias e mesmo com essa crise tem feito muitos investimentos nunca pensados por outros governadores. Parabéns Taques. E vamos trabalhar servidores chega de ser pelego desses sindicatos politizados e que só querem mamar na do dinheiro público. Ahhh e alguns sindicados estão organizado uma comitiva para levar servidores para Brasília na semana que vem e vai desfalcar ainda mais os órgão públicos isso eles sabem fazer, DEFENDER O BANDIDO DO LULA E PEDIR A SAIDA DO TEMER mas trabalhar quero ver.

  • Cidadão
    20 Mai 2017 às 00:04

    É quando o Estado irá pagar os precatórios?? Acho que isso também ajudaria a movimentar a economia de MT. Ah e por hora fica a pergunta no ar... Quem vai se beneficiar com a implementação do VLT? De quem será a empresa que fará parceria com o poder público?

  • Jair
    19 Mai 2017 às 21:58

    to preocupado com o taques ele que sempre falava dk pt que roubava esta sumido nao comenta nada sobre aecio e temer

  • Laura
    19 Mai 2017 às 18:50

    A retomada do VLT pelo mesmo consórcio que desviou TREZENTOS MILHÕES orquestrada nada menos que pelo Homem do Rodoanel, certamente tem finalidade alheia ao interesse público. Parece que o Ministério Público Federal e Estadual farão como no governo Silval, deixar correr frouxo para somente depois tomar as medidas cabíveis.

Sitevip Internet