Olhar Direto

Notícias / Picante

O avião sumiu

Algumas perguntas sobre o roubo do avião, no Pantanal de MT, precisam ser respondidas pelas autoridades

Da Redação

10 Jun 2017 - 08:00

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Local de difícil acesso, alguns lugares do Pantanal de Mato Grosso só é possível chegar de avião

Local de difícil acesso, alguns lugares do Pantanal de Mato Grosso só é possível chegar de avião

Continua mal explicado o roubo do avião monomotor, modelo Cessna, com seqüestro do piloto, ocorrido no Hotel Sesc Porto Cercado, na zona rural de Poconé –  109 quilômetros de Cuiabá. Há suspeita de que o avião tenha sido detectado pela última vez já voando na fronteira com de Mato Grosso com a Bolívia, conforme dados da Força Aérea Brasileira (FAB). O paradeiro do piloto continua desconhecido e o assaltante também não foi identificado ou preso. O funcionário, identificado como Rogério Lana Gomes, de 61 anos, pousava o avião, prefixo PR-ESC, na pista lateral do estabelecimento quando foi rendido por um assaltante. O criminoso entrou na aeronave e fugiu seqüestrando-a com ele o piloto. A dúvida que fica é: como é que o assaltante sabia da existência do avião, num local ermo de Mato Grosso – de acesso dificílimo? É certo que a fronteira com a Bolívia encoraja os bandidos, mas como é que o ladrão teve acesso ao campo de pouco de um hotel que tão seguro? São questionamentos que as autoridades devem responder, no decorrer das investigações.
 

Mais Picantes

Sitevip Internet