Olhar Direto

Notícias / Política MT

Pinheiro alerta que Cuiabá terá LOA “pés no chão” para enfrentar a crise e manter serviços essenciais

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

17 Jun 2017 - 14:24

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Câmara de Cuiabá deve votar a texto final da LDO antes do dia 15 de julho

Câmara de Cuiabá deve votar a texto final da LDO antes do dia 15 de julho

Mesmo tendo prometido uma gestão ousada e voltada para os 300 anos de fundação, a Prefeitura de Cuiabá encaminhou à Câmara Municipal o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) considerado “pés no chão”, no valor de R$ 2,4 bilhões, para 2018.  “O que fizemos foi priorizar os serviços essenciais e tentar manter os investimentos básicos, porque não há previsão de aumento substancial das receitas”, ponderou prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), nesta quinta-feira (16), na Capela Jardins, após participar de um velório.
 
Leia Mais:

Pelo texto enviado ao Poder Legislativo da Capital, a previsão é de receita total de R$ 2,4 bilhões, aproximadamente R$ 173 milhões a maior do que o orçamento aprovado para 2017. O presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Justino Malheiros (PV), avaliou que a LDO, base para a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA), será aprovada em tempo hábil – antes de 15 de julho – para não prejudicar o recesso de meio do ano.

Leia Mais:
Emanuel Pinheiro anula contrato de R$ 712 milhões para iluminação pública

Emanuel Pinheiro avisou que a peça orçamentária tem como base Plano Plurianual (PPA), que é o plano de investimentos de Cuiabá, elaborado há quatro anos. A proposta da LDO foi apresentada no Palácio Pascoal Moreira Cabral pelo secretário municipal de Planejamento, ex-vereador Jesus Zito Adrien, entregue à Comissão de Acompanhamento e Fiscalização da Execução Orçamentária da Câmara.
 
A LDO estabelece critérios e prioridades de investimentos a serem executadas no ano financeiro posterior ao de sua aprovação. Essas prioridades se vinculam aos planejamentos estabelecidos no PPA. O vereador Marcelo Bussiki (PV), presidente da Comissão Orçamentária, deve avocar para si a relatoria geral.
 
Existe a expectativa de que, nesta segunda-feira (19), a partir das 9 horas, seja realizada a primeira audiência pública, no plenário das deliberações da Câmara de Cuiabá, para debater a LDO. Antes de passar pelo crivo do plenário, deve acontecer mais uma audiência pública.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • RSANTOS
    18 Jun 2017 às 07:54

    Quero saber se esses órgão público que vem poluindo o meio ambiente, se recebeu algumas multas ou seus gestores forao responsabilizado criminalmente,,, por que no meu caso eu fui.., só porque tenho uma casinha próximo ao rio a mais de 15 anos... lei tem que ser para todos...

  • Risocleide de Souza Santos
    18 Jun 2017 às 06:08

    O prefeito tem é que se preocupar com a farra do uso dos carros oficiais , adesivados e principalmente os que não estão.Gasta-se uma fortuna com combustível e a prevaricaçao reina.

Sitevip Internet