Olhar Direto

Segunda-feira, 26 de junho de 2017

Notícias / Cidades

Adolescente confessa ter assassinado professor e diz que mantinha caso com vítima; comparsa nega autoria

Da Redação - André Garcia Santana

18 Jun 2017 - 10:47

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto/ Reprodução/Tangará em Foco

Adolescente confessa ter assassinado professor e diz que mantinha caso com vítima; comparsa nega autoria
Dois suspeitos pelo assassinato do professor Valdir Alves de Andrade, esfaqueado em sua casa na madrugada de sexta-feira (16), foram presos pela Polícia Civil neste final de semana, em Tangará da Serra (280 km de Cuiabá). Um deles é menor de idade e confessou que se relacionava com a vítima, o que possibilitava livre acesso ao local e conhecimento sobre os objetos da casa. Em depoimento ele também apontou a identidade de seu comparsa, Wankley Borges Mattei, de 18 anos.

Leia mais:
Professor é esfaqueado até a morte e corpo é encontrado em residência
 
De acordo com o site Tangará em Foco, os investigadores chegaram ao menor logo após a comunicação do crime. O delegado responsável pelo caso João Romano contou que ele foi evasivo no início, no entanto, diante dos fortes indícios acabou confessando. Já Wankley nega a autoria do crime, mas confirma que esteve no local e que dirigiu o veículo do professor, um dos itens roubados na ação. Os acusados seriam usuários de drogas.
 
Diante da resistência de Valdir, o adolescente, que apresenta ferimentos nas duas mãos, não teria conseguido executá-lo sozinho. Indício que aponta, segundo o delegado, para a participação do outro envolvido. Ele também afirma que o corpo foi encontrado com marcas de golpe de faca no pescoço e na região entre o tórax e abdômen.
 
O carro da vítima foi localizado na região do Centro de Educação de Jovens e Adultos, Ceja Antônio Casagrande, próximo a casa do adolescente. Deste modo, João Romano pediu a prisão em flagrante do maior como forma preventiva e a apreensão do menor. Os dois possuem diversas passagens pela Polícia.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Nascimento
    19 Jun 2017 às 15:10

    Engraçado que nestes casos, você não vê bandeira LGBT.Isto de fato foi homofobia. Por que será ?

  • Ana Paula
    19 Jun 2017 às 09:57

    Tinha que ser esse povinho procurou achou.

  • Cowboy
    19 Jun 2017 às 08:50

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Gumercindo do Dom Aquino
    19 Jun 2017 às 08:04

    Incrível como tem asasasocorrido assassinatos em relações homoafetivas. Até quando vamos ler noticias tristes como essa? Mais uma vida tão preciosa foi ceifada. Lamentável ...

Sitevip Internet