Olhar Direto

Sábado, 18 de novembro de 2017

Notícias / Política MT

Emanuel Pinheiro prorroga intervenção na CAB Cuiabá pela terceira vez

Da Redação - Érika Oliveira

11 Jul 2017 - 09:54

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Emanuel Pinheiro prorroga intervenção na CAB Cuiabá pela terceira vez
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), ainda não decidiu o que irá fazer com o contrato firmado entre a Prefeitura e a CAB Ambiental. Emanuel, que havia prometido – por meio de decreto – anunciar sua decisão até o dia 09 de julho, prorrogou pela terceira vez a intervenção na concessionária.

Leia mais:
Emanuel deverá manter RK Partners no controle dos serviços de água e esgoto da capital

Agora, segundo o novo decreto, o anúncio sobre o destino dos serviços de água e esgoto da Capital deverá ser feito somente no dia 14 de julho. Enquanto isso, a gestão da CAB permanece sob o comando do interventor Marcelo de Oliveira, nomeado no cargo ainda na gestão Mauro Mendes (PSB).

“Considerando a necessidade de se preservar a continuidade da prestação dos serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário no município de Cuiabá, sobretudo quanto à continuidade das atividades administrativas e operacionais até a decisão ser adotada pelo poder concedente [Prefeitura de Cuiabá]”, justifica Emanuel, em trecho do decreto publicado no Diário Oficial que circulou nesta segunda-feira (10).

Na última vez em que falou sobre o assunto, há cerca de duas semanas, o prefeito havia assumido a possibilidade de manter o acordo firmado em 2016, que definiu a empresa RK Partners como detentora da concessão.

A condição imposta por Emanuel Pinheiro era de que a RK Partners apresentasse um cronograma e desse garantias de que os investimentos de aproximadamente R$ 1,4 bilhão seriam cumpridos. Além disso, o prefeito cobrou um plano de investimentos para os próximos sete anos, para que a empresa continue administrando os serviços em Cuiabá.

A RK Partners Assessoria Financeira e Gestão de Recursos assumiu a concessão dos serviços de água e esgoto em Cuiabá no final do ano passado. A empresa é uma das credoras do Grupo Galvão, que atualmente controla a CAB Cuiabá e que está em recuperação judicial.

Até que o prefeito considere os documentos apresentados pela empresa conclusivos, a CAB permanece sob a intervenção do município, situação na qual se encontra desde maio de 2016.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • GERALDO
    11 Jul 2017 às 16:53

    Tá correto prefeito,deve esperar pois a cada dia aparece empresas citadas por delatores, só corrupção no Brasil .

  • Robert Moreira
    11 Jul 2017 às 14:56

    Falastrão

  • Jorge Mattos
    11 Jul 2017 às 13:29

    COMO SEMPRE....FALA-SE DE MAIS E ATITUDE DE MENOS. CADE O PREFEITO QUE PROMETEU FIM DA CAB ? JÁ SE PASSARAM 6 MESES E NADAAAAAA........

Sitevip Internet