Olhar Direto

Terça-feira, 26 de setembro de 2017

Notícias / Cidades

Levantamento da DHPP aponta que meninas jovens e adolescentes são as que mais desaparecem; veja lista de pessoas

Da Redação - Wesley Santiago

15 Jul 2017 - 11:05

Foto: Reprodução/Ilustração

Levantamento da DHPP aponta que meninas jovens e adolescentes são as que mais desaparecem;  veja lista de pessoas
O Núcleo de Pessoas Desaparecidas da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) fechou o primeiro semestre deste ano com o registro de 411 pessoas desaparecidas. Deste montante, 356 foram localizadas, resultando em 86% de esclarecimentos de pessoas. Meninas, adolescentes e jovens, são as que mais somem, conforme o levantamento feito.

Leia mais:
Após mais de 80 horas desaparecido, estudante de 18 anos é encontrado em Chapada dos Guimarães
 
A delegada coordenadora do Núcleo, Silvia Virginia Biagi Ferrari, esclarece que há um alto índices de adolescentes, especialmente, meninas que fogem de casa, por algum tipo de desentendimento com os pais, seja porque não querem estudar, porque estão namorado sem a permissão dos pais ou, simplesmente, porque a mãe tomou o aparelho celular.
 
Por conta disto, a delegada pretende iniciar um ciclo de palestras orientativas em escolas, durante o segundo semestre letivo. "Precisamos conscientizá-los de que são menores de idade e que estão sob a responsabilidade dos pais", disse.
 
”O comprometimento dessa equipe de delegados, escrivães e investigadores é o que faz a diferença. Sem o esforço deles não conseguiríamos esclarecer esses”, comentou o delegado titular da DHPP, André Renato Gonçalves.
 
Recentemente, um estudante de 18 anos foi encontrado depois de ficar 80 horas desaparecido. José Divino de Freitas estava na cidade de Chapada dos Guimarães (a 64 km de Cuiabá). O pai do garoto contou que um taxista da região - após ler as matérias publicadas pela mídia, entrou em contato com ele informando sobre o paradeiro do menino.
 
Outro caso que corrobora com o levantado pelo núcleo da DHPP é o da estudante Natanielle Pereira Alves, de 13 anos. A jovem saiu de casa na tarde de domingo, 18, instalada no bairro São Lourenço, na cidade de Primavera do Leste (a 250 km de Cuiabá) e desde então não há informações quanto ao paradeiro da garota.
 
Ao Olhar Direto, o conselheiro tutelar Alcedir Moraes, declarou que a menina saiu de casa às 13h30 e iria visitar uma amiga. Os pais, estranhando a demora no retorno, procuraram a sede do Conselho Tutelar para notificar quanto ao desaparecimento. Não há informações quanto a nenhuma discussão por parte da jovem e seus familiares.

Confira na galeria algumas das pessoas desaparecidas que estão sendo procuradas pelos familiares.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet