Olhar Direto

Sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Notícias / Política MT

Dívida histórica da União com MT será paga pelo Refis após acordo entre Taques e Temer

Da Redação - Jardel P. Arruda

13 Jul 2017 - 10:35

Foto: José Luiz Medeiros / GCom MT

Dívida histórica da União com MT será paga pelo Refis após acordo entre Taques e Temer
Uma dívida histórica da União com Mato Grosso, que remonta 32 anos atrás, será paga através do Refis, programa lançado pelo Governo e que foi prorrogado pela Assembleia Legislativa até outubro. A verba proveniente do acordo, cerca de R$ 130 milhões, deverá ser aplicada integralmente na saúde, para reduzir a dívida do custeio.

Leia mais:
Taques não fala em impeachment e aguarda reunião do PSDB sobre apoio a Temer

O acordo foi feito pelo governador Pedro Taques (PSDB) junto ao presidente Michel Temer (PMDB), com apoio da bancada federal, da Frente Parlamentar da Agropecuária e do ministro Blairo Maggi (PP), em reunião realizada em Brasília, na quarta-feira (12).

Esse débito é referente ao ICMS de retirado de produtos de Mato Grosso feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), nos anos de 1985, 1986 e 1987.  Na negociação, ficou combinada a retirada de parte dos juros e da correção para conseguir o pagamento a vista.

“Agora, com o Refis que nós apresentamos e a Assembleia Legislativa prorrogou até outubro, há possibilidade de negociarmos esse valor. O presidente concordou e vai determinar ao ministério do Planejamento e Ministério da Fazenda para que isso seja resolvido”, disse o governador Pedro Taques, ainda em Brasília

O deputado federal Nilson Leitão (PSDB), presidente da FPA, comemorou o acordo e afirmou que essa é uma conquista já tentada por outros dois governadores, mas só agora foi alcançada graças a um trabalho de negociação conjunta.

“O governador Pedro Taques não espera as coisas caírem do céu. Desde o início do mandato ele trabalhando em um tema que é desde 1985. O Governo Blairo Maggi tentou, Silval Barbosa tentou e nunca conseguiu. Dessa vez a bancada unida, o presidente Michel Temer com bastante sensibilidade está fazendo um grande acordo”, avaliou Nilson Leitão.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Reis
    14 Jul 2017 às 08:53

    Quando um Presidente precisa de voto para se livrar de um processo, esse tipo de barganha sempre fica mais fácil!!

  • Fernando
    13 Jul 2017 às 14:30

    Quanto que é essa parte dos juros e da correção? Temos que saber qual o valor original e atualizado da dívida pra conseguir saber se foi vantajoso

  • Juinense
    13 Jul 2017 às 13:52

    Três situações nítidas nesta matéria. 1ª O governo federal arrecada muito. Com a diminuição da corrupção (motivada pela prisão de diversos bandidos do governo) sobrou dinheiro para pagar as contas. 2ª O Temer está fazendo de tudo para ganhar votos contra sua denúncia. Até mesmo pagando conta de 30 anos atrás. 3ª A zona começou com o fim do "Regime Militar". A conta é referente aos três primeiros anos de governo civil na união. Salve os militares.

  • Fudum
    13 Jul 2017 às 13:15

    Parabens Taques..

  • Fudum
    13 Jul 2017 às 13:15

    Parabens Taques..

  • Opaisso
    13 Jul 2017 às 11:26

    O que tera sido prometido por MT(PT) em troca???

  • ana de campos
    13 Jul 2017 às 11:25

    PEDRO TAQUES, o Governador QUE ORGULHA Mato Grosso. PEDRO TAQUES, o Governador A SERVIÇO DO CIDADÃO DE BEM! Só não vê quem não quer.

  • ana de campos
    13 Jul 2017 às 11:24

    PEDRO TAQUES, o Governador QUE ORGULHA Mato Grosso. PEDRO TAQUES, o Governador A SERVIÇO DO CIDADÃO DE BEM! Só não vê quem não quer.

Sitevip Internet