Olhar Direto

Domingo, 22 de outubro de 2017

Notícias / Cidades

Médica presa por envolvimento com venda de anabolizantes nega crime

Da Redação – Fabiana Mendes

13 Ago 2017 - 11:10

Materiais apreendidos na deflagração da operação

Materiais apreendidos na deflagração da operação

A médica Gleice Nunes de Lima, que foi presa durante o cumprimento de um mandado de prisão da ‘Operação Bad Boys’ nega que tenha participação no esquema de venda de medicamentos e anabolizantes, desbaratado pela Polícia Civil em julho deste ano. Ela foi solta após realização de uma audiência de custodia e pagamento de fiança no valor de R$ 10 mil.

Leia Mais:
Cinco permanecem foragidos por envolvimento com tráfico de drogas, armas e anabolizantes em MT; veja lista dos envolvidos

Contando sua versão, a médica relatou que os policiais encontraram receituários médicos em branco. “Os receituários aprendidos em minha casa estavam todos em brancos e não consta no inquérito nenhum formulário preenchido por mim, pois estes eu usava exclusivamente nos PSF que eu atendia.” Disse Gleici.

“Quanto às substâncias supostamente anabolizantes apreendidos não me pertencem, provavelmente deviam ser de meu companheiro, pois as mesmas estavam escondidas no meio das coisas dele e eu não tinha conhecimento, pois sou contra o uso e tal posicionamento era do conhecimento do meu companheiro.”

Um inquérito foi aberto para investigar se a médica tem ou não envolvimento com o tráfico de anabolizantes. A conclusão está prevista para a primeira quinzena do mês de Agosto.

Gleice foi detida após uma equipe de a Polícia Civil realizar o cumprimento de um mandado de prisão contra seu marido o personal trainer boliviano, Jesus Machuca Chavez, 49, que era investigado na operação e foi interceptado em um ônibus em Barra do Garças (400 km de Cuiabá). Na residência foi apreendido receituários e ampolas de anabolizantes.

O delegado responsável pelo caso, Marcos Leão, disse ao Olhar Direto que a médica foi autuada em flagrante e foi solta após a audiência de custodia realizada no mesmo dia e o pagamento da fiança.
 
Entenda o caso

Desde janeiro de 2017, a Delegacia Regional de Confresa apurava o envolvimento de diversos suspeitos no tráfico de drogas, armas e anabolizantes. No final das investigações, foram autorizadas as buscas domiciliares e decretada a prisão dos investigados e então decretada a Operação ‘ Bad Boys’.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Samanta
    14 Ago 2017 às 05:55

    Agora fala do SUS para se defender....ARROXOU !

  • Ziraldo
    13 Ago 2017 às 14:14

    Mas era se a senhora mora com o homi e não sabia do envolvimento dele com essas substâncias proibidas ?

  • Sincero
    13 Ago 2017 às 12:10

    Aham... Doutora, acreditamos em sua inocência, esse mundo cão sempre incriminando inocentes!!! kkkkkk

Sitevip Internet