Olhar Direto

Terça-feira, 19 de setembro de 2017

Notícias / Política MT

Deputado de MT tenta esconder mas acaba revelando voto sobre denúncia contra Michel Temer

Da Redação - Érika Oliveira

01 Ago 2017 - 08:30

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Deputado de MT tenta esconder mas acaba revelando voto sobre denúncia contra Michel Temer
A Câmara dos Deputados deve votar nesta semana a denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) por corrupção. Se os deputados fecharem quórum, a denúncia será analisada já na sessão de quarta-feira (02). Na tentativa de esconder seu voto, o deputado mato-grossense Victorio Galli (PSC) disse que só revelaria seu posicionamento no dia da votação. Mas, como já havia afirmado a reportagem do Olhar Direto, o parlamentar acabou revelando que irá se posicionar a favor de Temer.

Leia mais:
Deputados de Mato Grosso devem rejeitar denúncia contra Michel Temer na Câmara; saiba como se posicionam

“Está definido o meu voto, na hora vocês vão saber. Mas o meu voto é pela governabilidade do País. O PSC está fechando questão sobre isso. Nós entendemos o seguinte: se nós formos tirar o Temer hoje, não valeu nada tirar a Dilma”, disse o deputado, na semana passada, durante visita a Cuiabá.

Não bastassem as indiretas, o deputado continuou conversando com jornalistas, após a assinatura de um Termo de Cooperação Técnica entre a Prefeitura de Cuiabá e o Hospital Universitário Júlio Muller (HUJM), em que ele representou a bancada federal, e defendeu que o Congresso “deixe Temer concluir seu mandato”.

“A esquerda, a oposição quer diretas já. Para fazer isso tem que mexer na Constituição e o Brasil não aguenta mais esse negócio. Está terminando o mandato do homem, vamos deixar que ele continue e ano que vem a gente muda tudo”, afirmou.

O PSC, embora não aglutine muitos parlamentares no Congresso – atualmente o possui 10 deputados em sua bancada – é uma das legendas mais “barulhentas”. Além de Galli, que frequentemente figura pautas polêmicas, o PSC tem como deputados, ainda, Jair Bolsonaro, seu filho, Eduardo Bolsonaro e o pastor Marco Feliciano.

A Denúncia

Para que o Poder Judiciário dê continuidade nas investigações contra o presidente Michel Temer, ao menos 342 deputados terão que votar contra o parecer aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), do relator Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomenda a rejeição da denúncia.

O Ministério Público acusa Temer com base na delação premiada dos executivos da J&F, controladora da JBS. Por se tratar do presidente da República, o Supremo Tribunal Federal (STF) só poderá analisar a denúncia se receber autorização da Câmara.

16 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Pedro
    02 Ago 2017 às 08:05

    ESSE JA ESTA NA NOSSA LISTA NÃO TERA NOSSOS VOTOS NUNCA MAIS!

  • Indignado
    01 Ago 2017 às 22:19

    Povo de Mato Grosso, amanhã ocorrerá a mais vergonhosa absolvição do planeta!! Alguém cujo auxiliar foi pego com uma mala com 500 mil será absolvido (pelo menos por enquanto) de ser investigado. Anotemos como cada parlamentar irá votar para depois cobrarmos. Eu votei no Pastor Vitório, e ele é a minha maior decepção declarando esse voto. Mas 2018 vem ai, e se ele vir pedir meu voto, farei questão de lembrá-lo que quem protege ladrão, é cúmplice do seu crime!!

  • GERALDO
    01 Ago 2017 às 18:33

    De mim ele não perdeu nada pois não votei e nem votaria nele,agora votei no Fabio e pelo caminhar não vou votar nele nas próximas eleições SE ELE APOIAR O tEMER INCLUSIVE NA REFORMA DA PREVIDÊNCIA QUE O TEMER QUER RETIRAR 50% DO VALOR DAS PENSÕES DAS VIÚVAS.

  • silvio lopes
    01 Ago 2017 às 17:16

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Xavier
    01 Ago 2017 às 12:20

    Quem dá apoio a inescrupuloso. Inescrupuloso também é. Vamos dar o troco. É só se candidatar e esperar.

  • Robson
    01 Ago 2017 às 12:16

    Parabéns Galli pelo posicionamento, estamos contigo em 2018...

  • Revoltado
    01 Ago 2017 às 12:10

    Pastor Vitório Galli votando a favor de corrupto, aí depois vem babar os microfones das igrejas pedindo apoio, faz logo seu pé de meia porque pra vc já era, vergonha pra assembleia de Deus, eh vou ter a oportunidade de jogar na cara dele na hora de pedir voto, me aguarde e quero que seja bem na igreja pra todos escutar.

  • edilson
    01 Ago 2017 às 10:57

    inclusive senhor tambem

  • lincoln
    01 Ago 2017 às 10:54

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Bertold
    01 Ago 2017 às 09:52

    Às favas todos os escrúpulos de consciência.

Sitevip Internet