Olhar Direto

Domingo, 10 de dezembro de 2017

Notícias / Picante

Vem mais coisa...

Pelo andar das investigações, tendem a surgir negociatas do governo Silval Barbosa

Redação

09 Ago 2017 - 16:14

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Silval Barbosa articulava uma rede de pagamento de propinas, operacionalizada pela Secopa

Silval Barbosa articulava uma rede de pagamento de propinas, operacionalizada pela Secopa

 Para quem não fazia ideia da “vida como ela é”, as investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal apontam que o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e o ex-secretário Maurício Guimarães, da Secretaria da Copa do Pantanal (Secopa), simplesmente "deitaram e rolaram" nas licitações e pagamentos das obras da Copa do Mundo Fifa 2014, em Cuiabá. Eles se aproveitaram muito bem da urgência das obras, entre 2012 e 2013, para fraudar licitações e antecipar pagamentos, entre outras barbaridades. Existem indícios de envolvimento de mais de 50 pessoas em diferentes áreas, no rol da investigação, que teriam recebido propinas. Em documentos examinados por peritos da PF existiria até mesmo uma espécie de contabilidade da propinas, recebidas e pagas pela organização criminosa investigada, sob o comando de Silval Barbosa, operacionalizado por Maurício Guimarães, sempre vinculados a valores consideráveis estratosféricos para o trabalhador comum. E, pelo andar das investigações da PF e MPF, tendem a surgir negociatas ainda não reveladas em escândalos de corrupção do governo Silval.

Mais Picantes

Sitevip Internet