Olhar Direto

Notícias / Cidades

Após 8 dias, chuva ajuda a extinguir incêndio no Parque Estadual Serra de Ricardo Franco

Da Redação - Lázaro Thor Borges

11 Ago 2017 - 17:45

Após 8 dias, chuva ajuda a extinguir incêndio no Parque Estadual Serra de Ricardo Franco
A chuva que caiu no município de Vila Bela da Santíssima Trindade (519,8 km de Cuiabá) nesta sexta-feira (11) ajudou os bombeiros a extinguir o incêndio que tomou conta do Parque Estadual Serra de Ricardo Franco nesta manhã. O Batalhão de Emergências Especiais (BEA) estima que 7 mil hectares do parque foi devastado pelo fogo.

Leia mais:
Após cinco dias, incêndio que atinge Parque Serra Ricardo Franco é parcialmente controlado


Apesar da chuva, o comandante do BEA, o tenente coronel Paulo André Barroso, informou que o incêndio foi controlado na quarta-feira, mas só foi totalmente extinto graças à precipitação. “O empenho de todos foi crucial para evitar que as labaredas se alastrassem e destruíssem esse patrimônio riquíssimo que temos. Agradeço o esforço da equipe pelo apoio”, comemorou ele.

O incêndio começou há oito dias e destruiu cerca de 5% do Parque Estadual. Um avião Air Trator com capacidade de 3,1 mil litros de água, viaturas caminhonetes 4x4 e um helicóptero ajudaram os 18 bombeiros no combate ao fogo. Mais de 40 mil litros de água foram lançados no local.

A equipe do Corpo de Bombeiros se deslocou para o parque na última sexta-feira (04), assim que o fogo começou. Ainda não há informações sobre as causas do incêndio, mas a assessoria do Governo do Estado informou que duas equipes de perícia florestal compostas por profissionais dos bombeiros e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) se deslocarão nos próximos dias para fazer a analise da área queimada.

Período proibitivo

O período proibitivo para as queimadas iniciou no dia 15 de julho e segue até o dia 30 de setembro, podendo ser prorrogado. Nesta época, utilizar fogo para limpeza e manejo nas áreas rurais é crime passível de seis meses a quatro anos de prisão, com autuações que podem variar entre R$ 7,5 mil a R$ 1 mil (pastagem e agricultura) por hectare.

Nas áreas urbanas, o uso do fogo para limpeza do quintal é crime o ano inteiro. As denúncias podem ser feitas na ouvidoria do BEA pelo 0800 647 7363, no 193 do Corpo de Bombeiros ou diretamente nas Secretarias Municipais de Meio Ambiente.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet