Olhar Direto

Notícias / Política MT

Pedro Taques comunica deputados sobre projeto de reeleição em 2018 e recebe manifestações de apoio

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

12 Ago 2017 - 08:20

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Pedro Taques comunica deputados sobre projeto de reeleição em 2018 e recebe manifestações de apoio
Caso a vida siga o curso natural, o governador José Pedro Taques (PSDB) vai disputar a reeleição para o governo de Mato Grosso, em 2018. “Ninguém vai ficar para trás. Estaremos juntos [em 2018]. Teremos esforços redobrados para visitar as bases dos senhores e levar melhorias”, prometeu o governador, durante reunião com 15 dos 18 parlamentares da base aliada, na residência do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB).
 
De forma objetiva, foi a primeira vez que o chefe do Poder Executivo tratou abertamente sobre o tema. Ele reiterou, porém, que o momento é de promover o ajuste fiscal e o equilíbrio financeiro para permitir o avanço de Mato Grosso, principalmente em áreas estratégicas, como saúde, segurança, educação e logística em transporte.

Leia Mais:
- Em jantar com a bancada, Taques promete pagar R$ 130 mi em emendas e pede apoio para Teto de Gastos

- Antônio Joaquim sai de férias e em setembro começa sua pré-campanha de governador

- Taques afirma que Temer é homem com coragem para fazer as reformas e cobra investimento em ferrovias
 
“Sem dúvida, Pedro Taques é candidato à reeleição em 2018. Aliás, ele tratou  isso abertamente. Os deputados presentes saíram com projeto de trabalhar à reeleição de Pedro Taques muito bem encaminhado”, observou Botelho, anfitrião do evento.
 
“O governador está certo em conversar com quem confia [sobre reeleição], porque há muitos torcendo contra. Vamos trabalhar conjuntamente por Mato Grosso e, na hora certa, seguir o rumo certo”, explicou o deputado Mauro Savi (PSB), o mais votado em 2014.   
 
Há meses, Pedro Taques impõe forte resistência em discutir sua candidatura à reeleição. Em dezembro do ano passado, no auge do confronto com os poderes por causa de atrasos em duodécimos, após greve desgastante dos servidores públicos, ele chegou a comunicar alguns aliados que iria terminar o mandato, em dezembro de 2018, e voltar para sala de aula – é um dos professores mais conceituados de Direito Constitucional.
 
O deputado Wagner Ramos (PSD) disse que Taques se comprometeu em apoiar cada um dos parlamentares da base aliada, comparecendo nas bases eleitorais de cada um com ações políticas e pedidos de votos. “O governador se comprometeu conosco politicamente. E não há dúvida de que vai disputar a reeleição”, citou Wagner.
 
Não participaram do jantar os deputados Guilherme Maluf (PSDB), primeiro secretário da Assembleia Legislativa, em licença médica; Romoaldo Júnior (PMDB), em São Paulo para tratamento de saúde, Wancley Carvalho, em missão oficial em Pontes e Lacerda; Adalto de Freitas Daltinho (SD).
 
Para ampliar a confiança, o governador anunciou a liberação das emendas parlamentares: R$ 500 mil por mês, para cada deputado. O debito global supera  R$ 130 milhões, acumulado desde fins de 2015 e parte de 2016.
 
O vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Gilmar Fabris (PSD), elogiou a postura do governador. Fabris crê que, em 2018, estarão todos no mesmo palanque: Taques, o ministro Blairo Maggi (PP), vice-goverandor Carlos Fávaro (PSD), o ex-governador Jayme Campos (DEM), o ex-prefeito mauro Mendes (PSB), os senadores Cidinho Santos (PR) e José Antônio Medeiros (PSD). 

28 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Genivaldo
    13 Ago 2017 às 10:34

    É mais uma contradição desse governo que tem no MP e no TJ, além da mídia é claro, o eu suporte favorito.

  • Taques fala demais
    13 Ago 2017 às 10:31

    Taques fala demais e pouco faz... Nas entrevistas com ele não pode deixar ele abrir a boca, pois se abre a gente logo pensa "então as palavras têm vida própria?, É possível construir castelos e cidades com palavras?...."... O Taques pensa que sim, que é possível um mundo sem mãos e sem trabalhos, apenas com o abcdefghijlmnopqrstyvxz.....kkkkkk

  • Chacal
    13 Ago 2017 às 07:35

    Taques não se reelege, no final das contas a maioria dos deputados irão com Mauro.

  • Davi
    12 Ago 2017 às 21:45

    Os defensores de Taques usam até codinome para evitar a identificação, o que demonstra sua rejeição. Em relação a nomes da oposição eles aparecerão na hora certa e não se surpreenda se não for o Mauro Mendes.

  • Saulo
    12 Ago 2017 às 21:21

    Votei nele, mas não voto mais nunca, prefiro anular o voto, não correspondeu, nao cumpriu o que discursou, não tá nem ai para os anseios do povo, não tem administração. Taques nunca mais.

  • Mato grosso em alerta
    12 Ago 2017 às 15:19

    Se este governo dá enganação estive livre da morte igual ele está do meu voto. Tomara que. Perde o povo não é besta para votar nesse fala tanto é nada faz , paga os hospitais filantrópicos. Votar nesse elementos e retroceder o estado, taques nunca mais.

  • Zé Galera
    12 Ago 2017 às 15:10

    Gostaria de saber dos comentaristas que manifestaram contra a reeleição do Taques, em quem eles vão votar? Pois até agora não encontrei nenhum. Sendo assim, votarei novamente do Taques! Quanto aos servidores públicos, dos 100 mil existentes, 50 mil votarão em Taques novamente. Os outros nunca votaram e nem preciso será!

  • Emerson
    12 Ago 2017 às 13:24

    Eu sempre tive serteza que esse governador seria o diferencial para MT. Tem meu voto ...

  • sediclaur
    12 Ago 2017 às 12:02

    Se não aparecer alguém novo na política de MT que não seja ligado ao agronegócio ou aos atuais políticos e que mereça fé, deverá dar Procurador Mauro pra governador em 2018.

  • Silvio
    12 Ago 2017 às 12:02

    Pior governo da história em seus últimos e decadentes momentos. Espero que nenhum dos deputados da base se reeleja, pois a subserviência humilhante dessa assembleia deu sustentação a paralisia e corrupção deste governo.

Sitevip Internet